Topo

Alguns animais que vivem tanto (ou mais) que humanos!

Comente

Se levarmos em conta o tempo de vida de alguns animais, a passagem do ser humano pelo planeta se torna algo bastante curto. O homem possui uma expectativa média de vida por 72 anos, de acordo com dados divulgados pela Organização Mundial da Saúde, uma tartaruga de Galápagos por sua vez, pode chegar até 150 anos de idade, já o tubarão da Groenlândia, poderá chegar aos incríveis 400 anos de idade.

Conheça alguns dos animais que vivem por mais tempo em nosso planeta:

O Elefante, vive entre 50 a 70 anos de idade

Alguns animais que vivem tanto (ou mais) que humanos!

Os elefantes são animais incríveis, e muito ligados uns aos outros, quando em perigo, estes animais formam círculos para que os mais fortes possam proteger os mais fracos. Por contarem com uma forte ligação entre eles, parecem muitas vezes sofrer muito com a morte de um membro do grupo. Por conta de sua longevidade, que pode chegar a 70 anos de idade, o Elefante se mantém em bando pela maioria destes anos que vive.

Esturjão Branco (70 a 104 anos)

Veja também:

Este é um peixe considerado primitivo e que possivelmente existe na terra desde a época que os dinossauros foram dizimados. São animais cobertos de escamas ósseas que se parecem com uma armadura e podem chegar até seis metros e meio de comprimento. Estes animais são considerados os reis dos peixes para os nativos americanos que habitavam as regiões dos Grandes Lagos nos Estados Unidos. Por sua longa vida, que pode durar até 100 anos, podem alcançar tamanhos de mais de seis metros e meio.

Shortraker Rockfish (120 a 140 anos)

Este estranho peixe, vive de forma abundante entre as profundidades de 300 a 400 metros de profundidade, que vive no Golfo do Alasca principalmente. São animais protegidos por conta de sua fragilidade e o aquecimento, vivendo em torno de 120 ou 140 anos, se tornam alguns dos animais vivos que permanecem mais tempo na Terra.

Água-viva Turritopsis Dohrnii (Imortal)

A espécie foi encontrada no ano de 1988 por um estudante de biologia marinha, e este curioso ser mostrou um comportamento que intrigava o pesquisador, já que a água viva se recusava a morrer. Estudos apontam que esta água viva contrariando o ciclo natural da vida, possui uma capacidade para voltar ao seu estágio de vida em qualquer fase do desenvolvimento, escapando inclusive da morte e alcançando uma possível imortalidade. Capaz de sobreviver e proliferar por todos os oceanos do mundo, infelizmente as limitações tecnológicas impedem pesquisadores de descobrirem o que exatamente permite que este bichinho viva para sempre.




Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: