Topo

Veja quais são e como funcionam os métodos contraceptivos disponíveis na atualidade

Comente

Pílula, camisinha, DIU, são tantas opções de métodos contraceptivos que não raramente as pessoas acabam ficando em dúvida no momento de escolher uma delas.

Sabendo disso, listaremos a seguir algumas informações muito úteis em relação aos principais métodos disponíveis na atualidade. Veja!

Veja quais são e como funcionam os métodos contraceptivos disponíveis na atualidade

metodos-contraceptivos

Pílula anticoncepcional

As pílulas anticoncepcionais existem no mercado desde os anos 60, sendo o método contraceptivo mais utilizado ainda na atualidade.

As pílulas são na maioria das vezes, feitas a partir da combinação dos hormônios progesterona e estrogênio, que não permitem a ovulação da mulher.

Além de prevenirem uma eventual gravidez indesejada, muitas pílulas funcionam como aliadas da beleza feminina, mantendo a pele e o cabelo mais saudáveis, podendo em alguns casos diminuir também as cólicas menstruais.

Leia também:

Camisinha feminina

A camisinha feminina é diferente da masculina, pois, possui um anel em cada uma das extremidades. Um dos anéis pode ser fechado e introduzido na vagina, enquanto o outro fica aberto e recobre toda vulva. Apesar de a aparência da camisinha feminina não ser muito agradável, o fato é que ela é muito eficaz na prevenção de gravidez e DSTs.

DIU

O DIU [dispositivo intrauterino] é um método contraceptivo que vem ganhando cada vez mais adeptas. Trata-se de um pequeno objeto [cerca de 3 centímetros] em formato de T que é inserido no útero, sendo ele capaz de agir destruindo os espermatozoides, deixando-os fora do alcance do óvulo.

Vale ressaltar que somente um ginecologista é autorizado a colocar o DIU na paciente, e a duração do dispositivo é de cinco anos.

Vasectomia e laqueadura

Algumas pessoas que não confiam nos métodos contraceptivos existentes no mercado, podem optar também por métodos cirúrgicos, como a vasectomia [no caso do homem] ou a laqueadura [no caso da mulher].

Na laqueadura, a cirurgia é feita para fechar as trompas da mulher, o que pode ser feito através de corte ou de amarração, o que impede a descida do óvulo.

A vasectomia, por outro lado, acontece por meio de uma pequena intervenção cirúrgica no ducto deferente, que é o caminho feito pelos espermatozoides, o procedimento visa amarrar ou cortar o ducto, vale ressaltar que isso não impede a ejaculação do homem, todavia, o líquido expelido não terá poder de engravidar uma mulher.

Contraceptivos injetáveis

No mercado brasileiro existem apenas dois tipos de injetáveis, sendo eles os mensais, que possuem combinação de estrogênio e progesterona, e os trimestrais que possuem apenas progesterona.

Em ambos os casos, a eficácia é a mesma observada no caso das pílulas, já que também são métodos hormonais. O diferencial dos injetáveis é que são aplicados mensal ou trimestralmente, sendo, portanto, o mais indicado para as mulheres que não conseguem ingerir comprimidos diariamente.

Adesivo contraceptivo

O adesivo também é um método hormonal, à base de estrogênio e progesterona. Ele também tende a causar o mesmo efeito proporcionado pela pílula, sendo, portanto o queridinho de mulheres que não simpatizam com a ideia de tomar comprimido diariamente.

A aplicação dos adesivos pode ser feita no quadril, no braço ou até mesmo nas costas. Vale ressaltar que, depois de uma semana o adesivo deve ser substituído por um novo, em um processo que deve ser repetido por três semanas.

Na quarta semana, a mulher deve ficar sem o adesivo, uma vez que entrará em seu período menstrual. O uso do adesivo pode ser retomado logo após o término da menstruação.

Consulte seu médico

Vale ressaltar que, antes de optar por um método que não seja o da camisinha, é de suma importância uma visita a um médico especialista na área, que é quem pode indicar o melhor método para cada pessoa.


Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: