Topo

Nem tudo o que é saudável emagrece - Veja os alimentos que podem prejudicar a dieta

Comente

Na busca pelo corpo perfeito, muitas pessoas acabam lançando mão de dietas baseadas principalmente no consumo de alimentos saudáveis, o fato, porém, é que nem todas essas pessoas buscam informações apuradas a respeito dos itens que comporão o programa.

Diante disso, na maioria das vezes as pessoas sequer se dão conta de que, apesar de saudáveis, determinados alimentos consumidos podem facilmente sabotar a dieta, gerando um resultado oposto ao desejado. Para ilustrar o que foi dito, traremos a seguir uma lista de alimentos saudáveis que não necessariamente auxiliam no emagrecimento.

Nem tudo o que é saudável emagrece – Veja os alimentos que podem prejudicar a dieta

dicas-de-aliementos-saudaveis-e-que-emagrecem

Laticínios

Os laticínios são ricos em cálcio, no entanto, é preciso cuidado com esse tipo de alimento. O queijo de minas, por exemplo, possui teoricamente a mesma quantidade de gordura do queijo amarelo, pelo que, seu consumo, enxergado por muitos como algo saudável, pode acabar prejudicando o programa de perda de peso.

O iogurte também precisa ser fiscalizado por quem faz dieta, o motivo é que a maioria é rica em açúcar e pobre em proteínas. O iogurte saudável que melhor se adequa às necessidades de quem busca pelo corpo perfeito, deve ter pelo menos 5 g de proteínas a cada 200 ml.

Barra de cereal

As barras de cereais geralmente são saudáveis, mas, quem pretende manter ou perder peso precisa ficar atento ao conteúdo de cada barra. O maior erro é comprar os produtos que estão em promoção sem prestar atenção.

Algumas barras possuem, por exemplo, gordura vegetal hidrogenada, que são responsáveis pelo colesterol ruim e a diminuição do colesterol bom, além do que, costumam possuir também um alto teor de açúcar.

Leia também:

Frutas

As frutas são excelentes aliadas na prevenção e cura de doenças, além de serem ricas em fibras, propriedades funcionais e vitaminas. Apesar disso, determinadas frutas possuem carboidrato de rápida absorção, ou seja, não causam saciedade por muito tempo, pelo que, logo a pessoa sentirá fome novamente.

Diante disso, se o indivíduo já tiver uma grande quantidade de açúcar circulando no sangue, o corpo utilizará uma parte como fonte de energia, enquanto que, o excesso será transformado em gordura.

Oleaginosas

Pequenas, saborosas, e com muitas calorias. As oleaginosas possuem uma boa quantidade de gordura boa, minerais, vitaminas e proteínas, pelo que auxiliam no controle do colesterol e no aumento da qualidade do sono. Apesar dos benefícios, o fato de serem ricas em gordura pode levar uma pessoa a comprometer a dieta ao consumi-las em excesso.

Água de coco

Um grande erro de quem pratica atividades físicas é consumir água de coco e bebidas isotônicas. A água de coco possui pouca caloria e sódio, pra piorar, é rica em açúcar. No caso dos isotônicos o cuidado recai sobre o alto índice de caloria, é preciso ficar atento aos rótulos e fugir de opções que contenham mais de 50 calorias.

Óleo de coco

Alguns nutricionistas recomendam o consumo do óleo de coco como espécie de auxílio ao emagrecimento, o fato, porém, é que mesmo sendo saudável esse tipo de alimento deve ser consumido com moderação. O motivo é que 1 g da gordura possui 9 calorias.

Mel

O mel auxilia no fortalecimento do coração, contribui com a eliminação das toxinas no organismo, e ainda melhora a absorção dos nutrientes. O problema do consumo do mel é abusar na quantidade, o correto é consumir apenas 2 colheres de sopa do alimento diariamente.

Grãos

Os grãos são ricos em proteínas, fibras, vitaminas, minerais e carboidratos, pelo que, são muito indicados em dietas voltadas para o emagrecimento. Por serem saudáveis os supergrãos são sempre adicionados a diferentes pratos, o fato, porém, é que se consumido em excesso o alimento pode acabar ajudando a aumentar o peso ao invés de diminuí-lo.

Proteínas em pó

Os suplementos alimentares ajudam a definir a musculatura e a emagrecer, mas, é necessária uma alimentação balanceada para que ele faça efeito. O consumo de proteínas em pó deve se dar de acordo com o estilo de vida e metabolismo de cada pessoa. Muitos shakes proteicos são calóricos de mais, pelo que, não configuram-se boa opção para quem deseja emagrecer.

Azeite extravirgem

O azeite extravirgem é rico em ômega-6, ajudando a prevenir doenças cardíacas e a artrose. Por ser um alimento saudável, muita gente abusa da porção e esquece que o alimento é 100% gordura, pelo que, acabam comprometendo a dieta.

Para se ter uma ideia, uma colher de sopa de azeite extravirgem possui entre 70 a 90 calorias, enquanto que, uma colher de maionese contem 40 calorias e também se configura fonte de colesterol bom.

Pasta de amendoim

Uma colher de sopa de pasta de amendoim possui cerca de 94 calorias, diante disso, a quantidade ideal para consumo seria não mais que uma ponta de faca. O fato, porém, é que muita gente abusa do consumo, pelo que, o resultado poderá ser um ganho de peso a curto/médio prazo.

Comida vegetariana e vegana

Um grande erro de quem adota a dieta vegetariana ou vegana, é consumir mais carboidratos do que proteínas. Esse desequilíbrio pode causar além de desnutrição, um aumento de peso. O correto seria consumir um terço de alimentos ricos em carboidratos e o restante em proteínas e vegetais.

Suco verde

Alimento rico em fibras que ajuda a desintoxicar o corpo, diminuindo a celulite. Apesar de saudável, especialistas alertam que o consumo sem moderação, aliado ao consumo de frutas ao longo do dia, pode trazer ao corpo um excesso de carboidratos de rápida absorção, o que naturalmente tende a sabotar a dieta.


Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: