Topo

Estresse: problemas apos o nascimento pode aumentar consumo de doces

Comente

A vida é, de fato, um mistério, e por isso mesmo, constantemente os cientistas se empenham na busca por respostas em relação às suas mais diversas vertentes, e uma das mais recentes descobertas, de acordo com estudos feitos na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), é a de que, pessoas que passaram por estresse após o nascimento possuem tendência a maior em consumir alimentos com gordura e açúcar.

Na sequência abordaremos de maneira mais abrangente sobre essa nova descoberta e porque os problemas após o nascimento podem aumentar o consumo de doces.

Veja as descobertas acerca de quem teve problemas após o nascimento

estresse-apos-nascimento-aumento-consumo-de-doces

Os resultados da nova pesquisa foram apresentados nessa terça-feira na reunião anual da Sociedade para o Estudo do Comportamento Ingestivo, em Nova Orleans EUA.

A pesquisa revela que pessoas que passaram por ambientes estressantes como uma UTI logo após o nascimento, tendem a desenvolver uma maior ansiedade quando na fase adulta, o que culmina na ingestão de alimentos ricos em gordura e açúcar.

Seguindo a ordem natural da ação e reação, ao ingerir alimentos ricos em calorias para de aliviar o estresse, as pessoas acabam tornando-se obesas, algo que tende a acontecer em maiores proporções a mulheres, pois o problema se soma aos distúrbios hormonais a elas inerentes.

Leia também:

Como se deu a pesquisa?

Para os pesquisadores obterem os resultados do estudo, foi utilizada uma ninhada de ratos de laboratório, que por sua vez, foi divida em dois grupos, sendo um deles submetido a estresse após o nascimento e outro simplesmente em uma parte reservada tranquila.

O objetivo da pesquisa foi descobrir se realmente o estresse após o nascimento pode desencadear ansiedade e tendência a consumir alimentos ricos em gorduras e açúcar na vida adulta, e a comprovação não tardou, o teste mostrou que com os ratos submetidos ao estresse após o nascimento os níveis de ansiedade foram superiores aos daqueles que ficaram em lugares tranquilos após o nascimento.

Esse foi apenas o primeiro estudo apresentado sobre a ansiedade e tendência a alimentos calóricos por causa da exposição precoce ao estresse, a tendência é que ao aperfeiçoar o estudo e chegar a novos dados, seja possível evitar a obesidade através do combate da ansiedade em pessoas vulneráveis, como recém-nascidos que precisam passar pela UTI neonatal.


Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: