Topo

Consumo de vitaminas podem aumentar risco de câncer de pulmão

Comente

Os fumantes ou indivíduos que sofrem com câncer de pulmão, terão agora um motivo a mais para se preocuparem, isso porque um estudo divulgado nessa última quarta-feira (29) deu conta que quando essas pessoas ingerem alguns suplementos vitamínicos de efeito antioxidante, podem na verdade estar contribuindo para o avanço de tumores malignos.

Consumo de vitaminas podem aumentar risco de câncer de pulmão

vitaminas-podem-aumentar-risco-cancer-de-pulmao

De acordo com o estudo divulgado recentemente, os suplementos de vitaminas com antioxidantes podem acelerar o desenvolvimentos de algumas lesões pré cancerosas ou até mesmo o câncer já existente de maneira precoce no pulmão.

Os antioxidantes das vitaminas A, C e E têm o poder de neutralizar os radicais livres produzidos pelo organismo e que por sua vez são prejudiciais à saúde. Entretanto, conforme o novo estudo, essas substâncias também podem causar danos às células acelerando seu envelhecimento e provocando um câncer.

Opinião contrária sobre o aumento do risco do câncer

Por muito tempo, diversos cientistas realmente acreditaram que os antioxidantes tinham o poder de evitar o aparecimento de tumores cancerígenos, entretanto, o novo estudo foi justamente contrário a essa ideia pré-concebida.

A pesquisa

Para a conclusão da pesquisa um dos métodos utilizados foi o de separar, usando alguns ratos de laboratório geneticamente modificados, para que eles pudessem desenvolver pequenos tumores e recebessem assim os suplementos de vitamina E e medicamentos antioxidantes.

O resultado foi que os antioxidantes fizera, triplicar o numero de tumores nas cobaias, acelerando ainda mais sua agressividade.

Graças aos antioxidantes os ratos tiveram uma morte duas vezes mais rápida. Entretanto o efeito da substância varia de acordo com a dosagem, ou seja, quanto maior a dosagem maior será seu efeito.

Leia também:

O porque do aumento do risco do câncer

Os antioxidantes aumentam os riscos do câncer por diminuir a quantidade da proteína p53, que é responsável  por destruir as células cancerígenas para que não causem danos ao DNA.

De modo resumido, o fator prejudicial dos antioxidantes é o fato dele reduzir os níveis de radicais livres nos tumores, fazendo com que a quantidade de proteína p53 seja reduzida no sangue, abrindo passagem para a multiplicação das células cancerígenas.

Estudos e recomendações quanto à prevenção do câncer

De acordo com os estudiosos, o mais recomendável é que pessoas que tenham lesões pequenas nos pulmões ou mesmo algum tumor não diagnosticado, o que é bastante comum em fumantes, não consumam suplementos antioxidantes.

Um outro estudo realizado em 2011 por cientistas do Instituto Nacional do Câncer dos Estados Unidos, mostrou que um antioxidante encontrado em muitas plantas e usado pra fazer suplementos alimentares, possuem uma relação estreita com uma forma agressiva de câncer de próstata, portanto é preciso que se tenha muito cuidado em relação ao consumo de alimentos ricos em determinados tipos de antioxidantes.


Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: