Topo

Conheça os riscos do uso de ibuprofeno na gravidez

Comente

Um dos medicamentos mais utilizados pelas pessoas que sofrem de dores, das mais variadas, é o ibuprofeno. De uma forma geral, este remédio costuma ser destinado as pessoas que estão com febres e também com dores no corpo como um todo. O problema é que este remédio não é recomendado para gestantes.

Conheça os riscos do uso de ibuprofeno na gravidez

De acordo com uma série de pesquisas recentes feitas sobre a utilização deste medicamento, as mulheres grávidas precisam tomar uma série de cuidados com medicamentos que são ingeridos sem a devida prescrição médica. De acordo com uma série de estudos feitos recentemente, o remédio pode reduzir produção de óvulos do feto feminino (prejudicando, então, a fertilidade da criança no futuro) se usado por gestantes.

O mais recente estudo feito sobre o assunto saiu pela Universidade de Edimburgo, na Escócia, sendo publicado posteriormente no periódico Humano of Reproduction. A mesma pesquisa afirma também que mais de 30% das grávidas costumam utilizar o ibuprofeno para tentar cuidar das mais variadas dores que surgem, mas sem os devidos cuidados em relação as quantidades.

Veja também:

Os cientistas da Universidade de Edimburgo fizeram um experimento, cultivando em laboratório o tecido ovariano de 185 fetos com idade entre sete e 12 semanas, além de analisar o sangue retirado dos cordões umbilicais de 13 fetos cujas mães haviam tomado ibuprofeno nas horas anteriores - o que já revelou que o remédio realmente atravessa a barreira placentária.

Os pesquisadores pegaram 185 tecidos de fetos, cultivados sob diversas condições, sendo uma amostra exposta a nenhum ibuprofeno e as demais banhadas em diversas concentrações do remédio. Sete dias depois, constataram que as amostras expostas à droga tinham 50% células ovarianas a menos e entre 50 e 75% menos células germinativas, que futuramente se transformam em óvulos. Houve, portanto, um aumento na morte das células e diminuição na multiplicação das mesmas.

Mesmo com os resultados que podem indicar estes problemas, os autores também salientam que o corpo das mulheres se comporta de maneira diferente, o que pode alterar a forma como o ibuprofeno reage no corpo das grávidas. Mesmo assim, é importante que as mulheres gestantes tomem o medicamento apenas de acordo com as prescrições médicas, seguindo as quantidades indicadas.

O conselho dos pesquisadores, de uma forma geral, é que as gestantes tomem analgésicos em doses mais baixas e somente quando for necessária. E apontam como sendo uma alternativa mais segura o paracetamol.




Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: