Topo

Coisas que toda mulher precisa saber sobre a libido feminina

Comente

Questões relacionadas à saúde sexual da mulher, ainda hoje costuma gerar muitas dúvidas. O problema de certa forma está relacionado à enorme quantidade de mitos que ainda existe a respeito do assunto.

Dentro dessa vertente, um dos temas que mais geram incertezas, por exemplo, é o da libido, uma vez que, em pleno século XXI ainda existem muitas mulheres que sequer conhecem os limites do próprio desejo sexual e estão longe de descobrir como buscar estímulo para aproveitar ao máximo a sexualidade.

Sabendo disso, portanto, decidimos trazer a seguir algumas verdades que encerram mitos comuns a esse respeito. Confira!

Os mitos mais comuns sobre a libido da mulher

Mitos e verdades sobre o libido da mulher

Toda mulher tem problemas com a libido

De acordo com especialistas essa afirmação não passa de um grande mito. Mas de modo geral isso também não quer dizer que não existam muitas mulheres não sofram com essa condição.

Vale dizer, no entanto, que em muitos casos os problemas estão relacionados a condições psicológicas e são motivados principalmente por inseguranças decorrentes de tabus existentes na sociedade.

Além disso, é possível também que a mulher sofra com problemas de libido algumas vezes durante a vida, como por exemplo, após a gravidez e na menopausa. Isso significa, portanto, que até mesmo as mulheres bem resolvidas sexualmente podem sofrer com a queda de desejo sexual.

A mulher gosta de sexo menos do que o homem

Até onde se sabe, esse é outro grande mito. Embora a testosterona, conhecida como o hormônio masculino, esteja diretamente relacionada ao desejo sexual, e o homem geralmente possua cerca de vinte vezes mais desse hormônio no corpo, não dá pra afirmar que de modo geral o homem tenha maior desejo sexual que a mulher.

Até porque, existem muitas mulheres proativas que possuem grande quantidade de hormônio masculino no corpo. Mas vale dizer que nesse caso a sociedade também exerce um grande peso, uma vez que ao longo da história apenas o homem poderia explorar sua sexualidade, pelo que, tem mais facilidade em expressar seu desejo.

Outro ponto que vale menção é que em uma sociedade machista, o homem pode se sentir mal quando a mulher mostra ter maior apetite sexual, tendo medo de não ser suficiente para ela. Tudo isso pode fazer com que as mulheres demonstrem menor desejo sexual.

Leia também:

A mulher pode perder excitação ou ficar excitada durante o sexo

Essa é uma grande verdade. Enquanto homens possuem uma progressão mais linear no que diz respeito ao sexo, as mulheres podem tanto perder, quanto conquistar a excitação já durante o ato sexual.

Na prática, a mulher precisa ter seu desejo estimulado com qualidade e quantidade suficiente para que a excitação seja gerada e mantida até que ela possa chegar ao orgasmo.

Por isso é importante que o homem não foque apenas nos órgãos sexuais e procure estimulá-la em outras zonas erógenas do corpo feminino, o que pode variar de uma mulher pra outra.

Masturbação com ou sem vibrador pode atrapalhar no sexo com o parceiro

Isso na verdade não passa de um mito. Ao invés disso, o fato é que quando a mulher conhece o próprio corpo ela consegue ter maior prazer sexual. Isso porque quando a mulher aprende a se tocar ela sabe exatamente como se satisfazer sexualmente.

O mito de que a mulher não pode se tocar, vem na verdade de um tabu existente em relação ao assunto, que desde a adolescência prega que mulher não pode se masturbar nem usar vibrador.

Mas a verdade é que o uso do vibrador não atrapalha o sexo com o parceiro, uma vez que, só é usado quando ela sente necessidade.

A maioria das mulheres não atinge o orgasmo vaginal

Por incrível que possa parecer, essa é uma verdade. De acordo com especialistas o órgão sexual da mulher é o clitóris e não a vagina, pelo que, é no clitóris que fica localizada a maior parte dos nervos, sendo essa a principal fonte do prazer.

Apesar disso, sabe-se que é possível gerar excitação e até causar o orgasmo com estímulos em outras partes do corpo, embora seja o clitóris quem resolve tudo.

Na prática, existe apenas um tipo de orgasmo, que pode ser atingido de diferentes formas: algumas mulheres chegam ao orgasmo com estimulação direta e outras com estimulação indireta do clitóris, ou seja com os movimentos da penetração.

A mulher sente maior desejo sexual até os 30 anos

Isso é só parcialmente verdade. Há quem diga que aos trinta anos a mulher atinge seu auge sexual, mas essa informação vem de um estudo realizado ainda em 1956.

Em tese a mulher nessa fase já teve seus filhos e já estaria mais madura em relação à sua sexualidade, mas isso pode não ser uma regra, já que no mundo moderno, muitas com idade até superior seguem sem filhos e com grande vigor físico.


Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: