Topo

Campanha contra a Dengue conta com a ajuda do pentacampeão Cafú

Comente

A prevenção é a melhor maneira de lidar com problemas relacionados à saúde e talvez seja buscando implementar a filosofia preventiva de uma forma mais contundente que as autoridades, nos últimos anos, vem optando por campanhas com o objetivo de alertar a população acerca dos riscos mais comuns.

Seguindo essa premissa, a cada dia são criadas novas estratégias de prevenção, e a mais recente delas diz respeito ao combate à dengue, que dessa vez contará com a ajuda do Pentacampeão, Cafú. Na sequência você confere todos os detalhes sobre a campanha.

Campanha contra a Dengue conta com a ajuda do pentacampeão Cafú

campanha-contra-dengue-conta-com-cafu

A nova campanha que entrou em vigor nessa última terça-feira, aproveita-se de todo o envolvimento em torno da Copa do Mundo no Brasil e da paixão do brasileiro pelo futebol, e visa orientar os cidadãos a contribuírem para um País livre da Dengue.

Diante de todo o contexto da campanha, a personalidade escolhida para estrelar a campanha foi o pentacampeão mundial, Cafú, que em uma rápida coletiva declarou: “Como a campanha mesmo diz, bastam 15 minutinhos, um intervalo de jogo, para fazer nossa parte e combater a dengue”.

Leia também:

O motivo da nova campanha de combate à Dengue

Com a chegada do verão, a tendência é que a administração de inúmeros municípios no País voltem a atenção máxima para a causa da Dengue, isso porque de acordo com dados divulgados pelo levantamento rápido de índice de Aedes Aegypti, 157 cidades brasileiras estão sob risco de sofrer epidemia nesse verão, enquanto que outras 525 ficarão em estado de alerta.

De acordo com as últimas notícias, somente nesse ano já foram registrados 1.476.917 casos com suspeita de Dengue, um número pelo menos três vezes superior aos registrados no ano anterior, entretanto, embora esse seja um número alarmante, os registros de mortes e casos graves de pacientes infectados pelo mosquito, reduziram consideravelmente, obtendo uma queda de 30% em internações se comparado aos levantamentos de três anos atrás.


Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: