Topo

Alimentação saudável e os benefícios do café: até que ponto o consumo faz bem à saúde!

Comente

Ao longo do tempo muitas lendas relacionadas à saúde e alimentação saudável se difundiram entre a população, e uma das mais comuns possui relação direta com o café. Em meio a inúmeros boatos e mitos sobre a bebida, diversas dúvidas passaram também a surgir na mente das pessoas, que por sua vez, passaram a se perguntar se o café pode ser de fato benéfico, ou pode trazer também malefícios.

Visando elucidar algumas dúvidas, traremos na sequência algumas informações que podem ser úteis a quem ainda nutre questionamentos sobre a bebida.

Alimentação saudável e os benefícios do café: até que ponto o consumo faz bem à saúde!

beneficios-do-cafe

Antes de qualquer coisa é importante esclarecer pra quem ainda não sabe que a cafeína contida no café, em seu estado puro nada mais é que um pó branco de sabor amargo. Ao entrar em contato com o corpo, essa substância pode bloquear os efeitos da adenosina que é uma pausa fundamental para alguns processos fisiológicos do corpo, isso porém, não significa necessariamente um problema, e nós explicaremos o motivo

Pois bem, em quantidades ideais, a presença da cafeína no corpo será capaz de tornar o cérebro mais cerebral, dar maior elasticidade aos músculos, fazer com que as veias fiquem mais apertadas, e tornar a digestão mais eficiente. O maior problema, se dá, quando o consumo ocorre em excesso, pois, todo esse processo pode ser acelerado em muito e levar o paciente até mesmo a uma parada cardíaca.

Quantidade ideal de cafeína

Para sentir os efeitos estimulantes da cafeína é necessário consumir apenas 30 miligramas da substância ao dia, ou seja, meia xícara de café ou mesmo uma lata de Coca Cola, por exemplo.

De acordo com estudos, cerca de 100 miligramas diárias já é uma quantidade suficiente para fazer qualquer pessoa se tornar viciada na substância, o que faz com que o indivíduo se sinta mal e seus órgãos clamem por sua dose diária nos dias de abstinência. Apesar de ser uma quantidade acima da recomendada, as consequências desse consumo tendem a ser observadas mais a longo, que a curto prazo.

Leia também:

Doses de risco com cafeína

Para que a cafeína seja fatal é necessário consumir mais de 10 gramas em um curto período de tempo, algo que é praticamente impossível com as tradicionais bebidas existentes. O surgimento de energéticos ricos em cafeína, porém, pode acabar levando os festeiros a uma zona de risco em casos de ingestão excessiva, fazendo com que os índices da substância no corpo fique entre o suficiente e o perigoso.

A cautela industrial em relação à cafeína

No final do século 19 os refrigerantes de sabor “Cola” eram vendidos como bebida estimulante, mas em 1909 a maior empresa fabricante do produto, teve apreendido seu carregamento interestadual sob acusação de que a bebida violava a lei de alimentos e medicamentos puros. A luta da referida empresa durou cinco anos e ela foi obrigada a diminuir a quantidade de cafeína contida na fórmula original da bebida.


Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: