Topo

Aprenda escolher e preparar o espinafre para deixar suas refeições mais nutritivas

1.00 / 5 - 1
Comente

Se você é o tipo de pessoa que gosta de economizar comprando alimentos da estação porque estão com preços mais interessantes, saiba que a época atual é propícia ao espinafre.

Trata-se de um alimentos muito rico nutricionalmente e que pode se fazer presente em vários pratos da nossa culinária, seja como uma simples salada, um suflê, creme ou torta.

O melhor de tudo é que, independente da forma de preparo, o espinafre sempre deixará um gostinho característico na receita. A seguir você confere algumas dicas sobre como aproveitar ao máximo essa hortaliça e também como escolher a peça ideal na hora das compras. Veja!

Dicas para comprar e preparar o espinafre

dicas-comprar-e-preparar-espinafre

Tipos de espinafre

Existem dois tipos de verduras que recebem o nome de espinafre. O “espinafre verdadeiro”, por assim dizer, é de origem asiática e pertence à família das Quenopodiáceas, segundo informações da Embrapa.

Só que aqui no país (Brasil), a forma mais conhecida da hortaliça é a Nova Zelândia, da família das Aizoáceas, que tem entre suas principais característica o fato de ter folhas triangulares, pontudas e crocantes. Ela é fonte de vitaminas A e B2, possuindo ainda excelente teor de ferro, cálcio, fósforo, potássio e magnésio.

Combinação perfeita com os lácteos

Ao preparar o espinafre cozido e refogado com azeite, alho e cebola, o prato se torna um ótimo acompanhamento para carnes grelhadas, como filé-mignon, magret de pato e aves grelhadas ou assadas. Mas para uma combinação perfeita com o espinafre, a dica é usar os lácteos.

Após cozinhar, espremer e saltear as folhas, misture com molho branco e assim é possível obter o famoso creme de espinafre, sendo um ótimo acompanhamento para o bife à milanesa. Essa combinação também se torna a base para suflês, croquetes e bolinhos, podendo servir ainda como recheio de tortas e quiches.

Não obstante, ao misturar o espinafre com ricota, ele se transforma num delicioso nhoque, que pode ser servido tanto com molho branco quanto ao sugo. Isso sem contar que ele tende combinar perfeitamente bem com queijos de sabores intensos, como os do tipo gorgonzola, parmesão e grana padano, por exemplo.

Leia também:

Cozido, na massa ou refogado

Alguns tipos de carnes defumadas, tais como bacon, ajudam a realçar o sabor dos pratos com espinafre, a lista inclui omeletes e tortilhas, assim como molhos cremosos para massas.

E para os dias frios, uma ótima dica é usar o caldo de frango, carne ou legumes como base, misturando com espinafre refogado, temperos e creme de leite fresco, transformando esses ingredientes uma deliciosa sopa.

Se quiser deixar sua sopa ainda mais rica, sirva com queijo ralado, cubinhos de bacon ou pancetta fritos, croûtons ou ainda, porções de torradas com manteiga.

É importante dizer ainda que, se você optar por apenas refogar o espinafre com alho, ele pode se tornar uma cobertura perfeita para brusquetas vegetarianas. Depois é só finalizar com azeite extravirgem, lascas de parmesão e pinolis ou até nozes.

Comprando espinafre

Quando for comprar espinafre fique atento: dê preferência às folhas inteiras, sem machucados, e firmes, evitando as folhas e talos que estejam murchos, amarelados ou com pontos pretos. E vale dizer que o espinafre dever ser conservado sempre em geladeira, uma vez que sua durabilidade é baixa.

Uma dica extra é cozinhá-lo por pouco tempo para preservar melhor seus nutrientes. E antes de prepará-lo, lave sempre suas folhas em água corrente, colocando-o em seguida diretamente na panela.

Normalmente a água presente nas folhas lavadas é suficiente para a cocção, basta tampar, por poucos minutos, para que elas murchem e fiquem macias. Só se for necessário, pode-se acrescentar um pouquinho de água.

Note sempre que, se as folhas passarem do ponto de cozimento, elas tendem a perder o verde vivo, passando a ficar com uma tonalidade amarelada. Se preferir, prepare-as no vapor, pois isso ajuda a preservar os nutrientes, a cor e a textura.

Tenha em mente também que você pode conservar o espinafre por mais tempo ao congelá-lo, mas para isso é necessário que ele seja ligeiramente aferventado, depois passado por água fria. Não se esqueça de secar folha por folha antes de levar o alimento ao freezer.

E se comprar a verdura congelada, procure descongelá-la em um mínimo de água fervente com sal ou já durante o preparo da receita.


Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: