Topo

As turnês musicais mais caras de todos os tempos

Comente

Todos sabem que não é barato preparar uma turnê, afinal, existem vários fatores que podem elevar o preço final de cada show. A lista inclui itens tecnológicos que serão usados, palcos, local da produção, e muitos outros detalhes.

O fato, porém, é que via de regra, quanto mais cara a produção, melhor tende a ser o resultado final e consequentemente os lucros. Agora, você sabe quais foram as turnês mais caras de que se tem notícia? Pois bem, a seguir você confere uma relação que dá uma bela noção da resposta. Veja!

As turnês caras do mundo da música

Lady Gaga – “Born This Way Ball”

Lady Gaga – "Born This Way Ball"

Conhecida por fazer com status de superprodução, Lady Gaga aposta sempre em grandes figurinos, o que ajuda a elevar o status de seus shows. E pois bem, todo o cuidado nos detalhes aparentemente não custa barato. Entre os anos de 2012 e 2013, a turnê “Born This Way Ball” contou com 98 shows pelo mundo e cada montagem de palco teve o custo de um milhão de dólares.

Foi à própria cantora quem desenhou o palco, que era cercado por um castelo gótico com iluminação LED de trinta toneladas. Apesar de ter gerado muito custo, estima-se que a cantora tenha rendido 181 milhões de dólares.

The Rolling Stones – “A Bigger Bang Tour”

The Rolling Stones – “A Bigger Bang Tour”

E a famosa banda “The Rolling Stones”, que é conhecida como uma das bandas mais antigas do mundo entre as que estão em atividade, também costuma realizar grandes shows com ótimas produções. Entre 2005 e 2007 a banda fez uma turnê mundial para divulgar o disco “A Bigger Bang Tour”, que contou ao todo com 147 shows.

A produção da turnê teve fogos de artificio, uma enorme tela e até computação gráfica. Para se ter uma ideia, o palco possuía o tamanho de duas quadras de basquete e precisou de mais de 100 trailers para ser transportado. Cada montagem custava 1,6 milhão de dólares.

Leia também:

Madonna – “Sticky and Sweet Tour”

Madonna – “Sticky and Sweet Tour”

A rainha do pop é mais uma conhecida por ser uma cantora extravagante, que não poupa em nada para poder deixar seus fãs impressionados. Para se ter uma ideia, cada montagem de palco da turnê “Sticky and Sweet Tour” custou cerca de 2 milhões de dólares, o que teria dado um total de 261 milhões de dólares ao fim da turnê.

A produção contou com um gigante telão, um Rolls-Royce original para a entrada da cantora e dois M’s gigantes em cada lado do palco, estes incrustados com diamantes. No fim das contas, no entanto, sua turnê rendeu 400 milhões de dólares, tornando-se a mais rentável feita por uma artista mulher.

Roger Waters – “The Wall Tour”

Roger Waters – “The Wall Tour”

E por fim temos aqui a turnê de Roger Waters, o ex-Pink Floyd, que se tornou um dos ícones do rock mundial. A organização que entrou para a história como uma das mais emblemáticas de todos os tempos, contou com 219 shows ao redor do mundo e uma produção que foi além do universo musical.

A produção contou com o maior painel de vídeo usado em shows, que teve o custo de 10 milhões de dólares só para ser montado em cada apresentação, e ainda a parede inflável, o porco gigante e outros animais que ficavam no palco, o que gerou um custo de cerca de 20 milhões de dólares. Há quem diga que a turnê toda tenha demandado 200 mil dólares por dia para continuar de pé.




Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: