Topo

Filmes sobre inteligência artificial que todo fã de ficção científica deveria assistir

3.75 / 5 - 4
Comente

Em se tratando de filmes de ficção científica, poucos temas costumam chamar mais a atenção dos fãs do que aqueles relacionados à inteligência artificial. E pudera, esse é de fato um assunto fascinante e que até ganha ares de realidade à medida em que a tecnologia avança.

Felizmente, para quem gosta do gênero, hoje já existem excelentes obras à disposição no mercado. As opções vão desde os clássicos lançados no início da era da ficção na telona, até os filmes lançados nos dias atuais. E para ilustrar isso, portanto, decidimos listar a seguir algumas produções dessa vertente que são simplesmente imperdíveis. Veja!

Veja filmes imperdíveis sobre a temática inteligência artificial

Metropolis (1927)

Metropolis

Apontado como um dos maiores clássicos do cinema de ficção científica, o filme de Fritz Lang é sem dúvida uma peça imperdível para qualquer fã de sci-fi que se preze.

A obra apresenta uma empresa dividida entre trabalhadores “pensantes” e “braçais” (que vivem no subsolo). Em determinado momento o dono decide criar uma robô inspirada na líder dos operários para quebrar a união e evitar um motim. O fato, no entanto, é que a máquina atiça o ódio e a paixão dos trabalhadores, gerando uma confusão muito maior.

Leia também:

O Exterminador do Futuro (1984)

O Exterminador do Futuro

E aqui temos certamente o fenômeno pop mais famoso das últimas 5 décadas. O clássico de James Cameron estrelado pro Arnold Schwarzenegger mostra uma guerra entre homens e máquinas. O ano é 2029 e John Connor é o líder dos humanos na resistência contra a rebelião das máquinas com inteligência artificial.

Como a resistência segue em vantagem, os robôs decidem enviar um soldado ao passado para assassinar a mãe de Connor e assim evitar o nascimento do “líder rebelde”. O fato, porém, é que há um homem que também volta ao passado para proteger Sarah Connor, futura mãe do garoto.

Matrix (1999)

Matrix

Fenômeno pop do final da década de noventa, aqui temos o filme que mostrou Keanu Reeves no papel do emblemático Neo, um hacker que acredita viver em um mundo normal e dominado pelo tédio.

Apesar de suas crenças, um dia ele é levado a acreditar que aquela é apenas uma realidade virtual criada por máquinas com o objetivo de mantê-lo vivo e sugar sua energia.

I.A. Inteligência Artificial (2001)

I.A. Inteligência Artificial

Agora temos aqui uma obra de um dos grandes nomes da ficção, Steven Spielberg, concebida a partir de um projeto feito com Stanley Kubrick. No filme, David, vivido por Haley Joel Osment, é uma criança-android criada para ocupar o lugar do filho doente de um casal humano.

O problema é que quando o filho retorna ao lar, o pequeno androide acaba perdendo o amor da mãe, pelo que começa uma busca incessante por se tornar humano e recuperar seu lugar na família.

Eu, Robô (2004)

Eu, Robô

Estrelado por Will Smith e inspirado em uma coleção de contos de Isaac Asimov, “Eu, Robô”, mostra uma enigmática investigação de um crime cometido por um robô. Ele é suspeito de ter assassinado seu criador, contrariando assim as “três leis da robótica” ( não machucar um humano, não desobedecer a um humano e proteger a si mesmo).

Ela (Her, 2013)

Ela

Indicado ao Oscar em 2014, o romance de Spike Jonze é uma verdadeira obra-prima, que apesar de não se encaixar diretamente na vertente de sci-fi, possui elementos bem-vindos em qualquer filme do gênero.

Na história, Theodore é um homem que se divorciou e comprou um computador com um sistema operacional de última geração chamado Samantha. O sistema foi desenvolvido para atender todos os desejos do dono e por isso se revela curioso e bem-humorado, ou seja, uma parceira perfeita, não fosse a ausência de um corpo.

Ex-Machina (2015)

Ex-Machina

Apesar de se tratar de uma obra de baixo orçamento, o filme britânico lançado nesse ano de 2015 é uma das gratas surpresas do gênero nesse ano.

A história mostra a vida de um jovem programador de computadores que “ganha” um concurso na empresa onde trabalha e por isso ganha o direito de passar uma semana na casa do brilhante e recluso presidente da companhia.

Depois de um tempo na casa do “chefe”, o jovem acaba descobrindo que foi escolhido na verdade para participar de um teste com a última invenção do presidente da empresa: uma robô de inteligência artificial chamada Ava.




Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: