Topo

Filmes para adultos: Veja lista de obras mais quentes que “50 Tons de Cinza”

3.50 / 5 - 18
Comente

O teor sexual abordado nos cinemas pelo filme “Cinquenta Tons de Cinza” lançado no mês passado (fevereiro), por incrível que pareça foi motivo de polêmica em muitos lugares do mundo. Apesar disso, porém, o fato é que a adaptação do livro de E.L James está longe de ser a obra mais ‘quente’ já produzida para a telona ao longo dos anos.

O longa, aliás, frustrou as expectativas de muitos daqueles que foram até as salas de cinema em busca de algo mais picante, pelo que, não por acaso, acabou recebendo uma avaliação consideravelmente baixa por parte da crítica especializada.

Diante dessas circunstâncias, decidimos apresentar a seguir então uma lista que mostra 7 filmes mais ‘quentes’ que “50 Tons de Cinza” e que muitos na atualidade não conhecem. Veja!

Filmes para adultos: Veja lista de obras mais quentes que “50 Tons de Cinza”

O Império dos Sentidos

imperio-dos-sentidos

Lançado em 1976, o filme “O Império dos Sentidos” é uma obra indispensável a qualquer fã do gênero drama/erótico. A profundidade do teor sexual abordado na trama faz “50 Tons de Cinza” soar como um romance juvenil qualquer.

O longa que é ambientado no Japão nos anos 1930, retrata de forma explícita um insaciável desejo sexual envolvendo um dono de hotel e sua empregada, e com direito a cenas de sexo não-simulado.

Devido às rígidas leis japonesas de censura à época, ele precisou ser registrado como uma produção francesa, mas mesmo assim sua versão sem cortes jamais foi lançada no país asiático.

Leia também:

9 Canções

9-cancoes

Esse é o filme pra quem sente falta de sexo sem censura nos filmes. A obra que tem uma excelente trilha sonora, apresenta os personagens de Kieran O’Brien e Margo Stilley fazendo sexo real diante das lentes de câmeras do britânico Michael Winterbotto, com direito a sexo oral e tudo mais.

Shortbus

shortbus

Esse é outro excelente filme ‘picante’ pra quem aprecia o gênero. Ele apresenta de uma maneira bastante peculiar a vida sexual de um grupo de pessoas de Nova York.

Entre os personagens há uma terapeuta de casais que não consegue ter orgasmos, um gay que tem um relacionamento duradouro mas não é feliz, e uma dominatrix cujo estilo de vida guarda em segredo.

O resultado é que eles acabam se conhecendo e se encontrando com certa regularidade em um ‘clube alternativo’ onde o prazer é a única regra. O detalhe é que assim como nos demais exemplos citados, as cenas de sexo são reais.

Azul é a Cor Mais Quente

azul-e-a-cor-mais-quente

Lançamento mais recente da lista, o filme “Azul é a Cor Mais Quente” traz à tona um olhar quente sobre a relação entre duas garotas. Na história, Adéle (Adèle Exarchopoulos), de 15 anos de idade, descobre-se homossexual ao conhecer Emma (Léa Seydoux), uma bela garota de cabelos azuis.

O enredo do filme gira em torno do desejo mútuo existente entre as duas, e inclui uma belíssima cena de sexo ardente entre elas, tudo sem cortes, maquiagens, ou qualquer tipo de pudor. O filme gerou considerável polêmica por conta de seu teor.


Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: