Topo

5 curiosidades sobre a vida de Stan Lee

Comente

O ano de 2018 ficará sempre marcado com uma grande tristeza para os fãs de quadrinhos, heróis e cultura pop de uma forma geral. No dia 12 de novembro o mundo se despediu de Stan Lee, o grande nome por trás da Marvel e de alguns dos heróis mais populares do planeta. O quadrinista faleceu aos 95 anos de idade, depois de sofrer um mau súbito em sua casa.

5 curiosidades sobre a vida de Stan Lee

Confira algumas curiosidades sobre vida e obra de Stan Lee:

Stanley Martin Lieber

Assim como acontece com diversos artistas, Stan Lee não era o nome real do quadrinista, e sim um nome artístico adotado quando ele começou a criar suas primeiras histórias. Ele nasceu no dia 28 de dezembro de 1922 e era filho de imigrantes romenos. Acabou se tornando um dos maiores nomes da indústria do entretenimento dos EUA.

Editor aos 19 anos

Veja também:

Ainda jovem, o escritor já demonstrava ter um talento acima da média. Tanto que, aos 19 anos de idade, conseguiu se tornar editor assistente da Timely Comics. Essa acabou se tornando a empresa que, alguns anos mais tarde, se tornaria a tão famosa Marvel.

Quase desistiu

Stan Lee era conhecido por escrever histórias mais elaboradas do que a indústria estava acostumada na época. Quando os chefões pediram para ele escrever com palavras mais simples, quase desistiu de escrever.

Criador dos universos compartilhados

Uma das características mais marcantes das HQs de heróis norte-americanas são os universos compartilhados, que acabam fazendo com que personagens que, originalmente, pertenciam a universos diferentes vivam as mesmas aventuras. E Stan Lee acabou sendo creditado como criador deste recurso. arte disso aconteceu por que Lee não sabia como encerrar uma história em particular em uma única edição e decidiu manter o suspense em aberto para a próxima. Os leitores gostaram bastante e o quadrinista ainda decidiu criar um universo compartilhado entre todos os personagens, em que eles podiam interagir uns com os outros.

Modernização das regras

Stan Lee também ajudou a indústria de revistas em quadrinhos como um todo nos Estados Unidos, sendo responsável por modernizar as regras. Até os anos 70, diversos assuntos eram tabus neste tipo de história, como a citação de drogas, por exemplo. Mas depois de publicar uma história do Homem-Aranha em que Harry Osborn quase morreu por conta de uma overdose sem o apoio da Associação Americana de Revistas em Quadrinhos, ele quebrou o tabu e obrigou a indústria a passar por uma modernização, especialmente pela boa recepção que a historia teve.




Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: