Topo

Dicas de como atravessar de carro os alagamentos na cidade

Comente

Uma das épocas mais conturbadas para os “motoristas urbanos” e até mesmo para os que transitam na área rural é, sabidamente, a das chuvas, afinal, é quando ocorrem a maioria dos alagamentos e enchentes que acabam, por vezes, causando danos materiais nos mais diversos níveis.

Esse é um risco real que atinge não somente os moradores de grandes cidades, mas sim habitantes de praticamente todas as regiões brasileiras, que acabam sofrendo devido à impetuosidade da água.

Apesar de não ser possível evitar, de maneira autônoma, que ocorram alagamentos na cidade em que se costuma transitar, o fato é que, com algumas informações, é possível amenizar os transtornos e até mesmo evitar alguns dos danos a que se está sujeito nessas circunstâncias, na sequência você confere algumas das principais dicas para se ajustar em meio à situação.

Dicas de como atravessar de carro os alagamentos na cidade

dicas-atravessar-carro-alagamentos

Enfrentar alagamentos somente em caso de urgência

Embora essa seja uma dica bastante óbvia, o fato é que muitas pessoas, devido à impaciência ou autoconfiança em relação à destreza ao volante, acabam decidindo encarar os alagamentos sem que haja necessidade extrema de tal atitude.

O resultado dessa ação é que os aventureiros acabam se sujeitando a danos materiais, tais como aqueles decorrentes de esbarrões em objetos trazidos pela correnteza, quedas em crateras ocultadas pelo alagamento e até mesmo entrada de água no motor do veículo, portanto, se não é o caso de extrema urgência, o ideal mesmo é escolher um local seguro e aguardar até que a água se dissipem das ruas.

Para aqueles que não podem se dar ao luxo de aguardar o fim do alagamento, as dicas seguintes podem ser de extrema utilidade. Confira:

Dar preferência para o lado mais raso da rua

Essa é outra medida um tanto óbvia, entretanto, os benefícios que ela pode causar nem sempre são mensuradas facilmente pelos motoristas no momento dos alagamentos.

Esse tipo de estratégia se destina a evitar que a água chegue até o duto responsável pela captação de ar por parte do motor, pois, se isso ocorrer, a tendência é que, ao invés do ar, a água é que seja sugada para o interior do mesmo, o que acaba causando algo chamado de calço cilíndrico, um fenômeno capaz de causar torção de peças internas e, em um estágio mais avançado, até mesmo levar a fundir o motor.

Leia também:

Atravessar devagar

A pressa é inimiga da perfeição e em caso de alagamentos essa máxima deve ser levada ao pé da letra, portanto, o ideal é seguir devagar ainda que o alagamento seja mínimo, pois, ao acelerar a água acaba sendo esguichada, levando o veículo a ficar exposto aos mesmos riscos mencionados no tópico anterior.

Vale ressaltar que esse tipo de cuidado é válido mesmo para proprietários de caminhonetes, afinal, ao passar com grande velocidade corre-se o risco de esguichar água em outros veículos menores que poderão estar eventualmente nas proximidades, lembre-se sempre, só se constrói uma sociedade saudável quando o pensamento é coletivo, e essa é uma regra muito válida para uma melhora significativa no trânsito.

Paciência é uma necessidade

Essa é uma dica que acaba complementando a anterior, afinal, tão importante quanto atravessar devagar, é ter paciência para fazer a escolha ideal em relação ao melhor caminho diante de uma rua alagada, mesmo que haja pressão de buzinas e outros tipos de manifestações de motoristas para que se atravesse logo.

O motorista de um veículo baixo que se permite ficar afoito e acaba decidindo seguir por um caminho que foi trilhado por uma caminhonete, pode acabar não sendo muito bem sucedido na empreitada e amargar assim em prejuízos, por isso, paciência é a palavra de ordem.

O que fazer quando o carro desligar em meio ao alagamento?

Em um primeiro estágio é possível concluir que, se o veículo desligou em meio ao alagamento é muito provável que já tenha entrado água em seu motor, nesse momento portanto, o ideal é não tentar dar partida novamente, pois isso faria o motor sugar mais a água e comprometer ainda mais a saúde do veículo.

A medida mais prudente em meio a essa circunstância é ligar o pisca alerta para sinalizar os demais motoristas sobre o problema, e então acionar um reboque para conduzir o veículo até uma oficina mecânica, lá os profissionais irão retirar a água e verificar se a ocasião acarretou algum tipo de dano às peças.


Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: