Topo

Como utilizar o câmbio automático de forma correta

Comente

Se até alguns anos atrás ter um carro com câmbio automático era considerado algo para poucos, pois eles eram muito mais caros que os veículos tradicionais, nos dias de hoje os veículos que não dependem da troca de marchas manual estão cada vez mais populares. E, com isso, também cresce a quantidade de motoristas que acabam se confundindo na hora de dirigir este tipo de veículo.

Não existe a necessidade de se tirar uma CNH especifica para dirigir um carro automático, e todos os motoristas no Brasil acabam sendo treinados para conduzir veículos convencionais. Os carros automáticos são mais simples, mas mesmo assim as pessoas precisam entender algumas das diferenças para não acabar se confundindo na direção.

Como utilizar o câmbio automático de forma correta

Os carros automáticos acabam tendo a transmissão de força através de um sistema chamado de conversor de torque. Utilizar o carro automático da forma correta acaba garantindo o funcionamento por mais tempo justamente desta peça, que é muito importante para que a troca de marcha aconteça, de fato.

Veja também:

Na hora de ligar o carro, os motoristas precisam pisar no pedal do freio, para então liberar o engate e mudar o cambio da posição P (de estacionamento) para a posição D (dirigir) e só, então, soltar o freio de mão. Este é um movimento diferente que pode acabar confundindo as pessoas que estão tendo os seus primeiros contatos com a direção de um carro automático.

Além disso, o carro automático também altera a forma como os motoristas devem engatar a famosa marcha ré. O carro deve estar totalmente parado e antes de acionar o comando R deve-se apertar o botão de travamento, um mecanismo de segurança para evitar acidente. Todos estes procedimentos são considerados importantes para reduzir o risco de danos ao sistema de cambio automático.

Na hora de subir ladeiras muito íngremes e com o carro muito carregado, o condutor deve engatar manualmente a marcha 1 ou L (Low), que é a marcha de maior força do automóvel. Na situação contrária, quando o motorista estiver descendo uma ladeira muito longa, ele deve manter o câmbio sempre na posição D, que mantém acionado o chamado freio do motor.

Além de todos estes cuidados, é de fundamental importância que os donos dos carros novos façam uma leitura bastante atenta e completa do manual do usuário do carro, para tirar qualquer duvida e se acostumar com os novos passos.




Comentários (1) Postar um Comentário

CARLOS BUOSI comentou:

Postagem errada. Para declives acentuados ou serra, o certo é manter a posição 1 ou 2 (dependendo do veículo), pois garante a preservação do freio.


Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: