Topo

Deputado do Amazonas quer que “piroca” se torne patrimônio imaterial de seu estado

Comente

Uma notícia bastante curiosa relacionada à política ganhou destaque nessa semana. De acordo com matéria publicada pela Folha de São Paulo, um deputado estadual do Amazonas apresentou o projeto que propõe transformar palavras como “piroca”, “baitola”, “pinguelo” e “xibiu” em patrimônio imaterial de seu Estado.

Deputado do Amazonas quer que “piroca” se torne patrimônio imaterial de seu estado

deputado-quer-tranformar-palavra-piroca-patrimonio-estado

Wanderley Dallas, deputado do PMDB.

Segundo as informações, o deputado responsável pelo projeto é Wanderley Dallas, do PMDB, que é membro da bancada evangélica e está atualmente em seu quarto mandato.

A lista de termos presentes no projeto e que podem ser transformadas em patrimônio imaterial do Amazonas, vai bem além dos já mencionados, e inclui dezenas de outros como “cabeça dura”, todos copiados do livro “Amazonês”, de Sérgio Freire, pesquisador da linguagem da região.

Depois de ser muito criticado, o peemedebista recuou, dando a entender que pretende retirar os palavrões do projeto, mas aproveitou a ocasião para atacar os colegas que teriam se constrangido com os termos. “É um grupo de deputados que se constrange com a palavra ‘cabaço’, mas usa de boca cheia em qualquer local”, afirmou.

Além disso, na quarta-feira (22) o deputado subiu o plenário da Assembléia para fazer a defesa do projeto. “Tiram 30 palavras de todo o projeto, desvirtuando do contexto”, ponderou ele. O projeto do deputado não é exatamente novo, ele data de 2012, no entanto, só passou a tramitar em comissões da câmara neste ano.

Orlando Cidade, presidente da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), demonstrou irritação ao fazer declarações sobre a proposta. “Ele [Dallas] já tentou transformar em patrimônio até a festa do repolho. Tem muito deputado que faz isso. Aí depois põe um outdoor dizendo que é o que mais apresentou projeto”, disse.

Em sua defesa, o deputado afirmou que seus colegas estariam “incomodados” porque ele tem 355 projetos dos quais 86 são leis. Além da festa do repolho, mencionada por Cidade, Dallas já tentou transformar em patrimônio as festas do Boto, do Pirarucu e da Soltura dos Quelônios. O salário de um deputado do Amazonas gira em torno de pouco mais de R$ 25 mil.

Leia também:

Veja um glossário com algumas das palavras mencionadas no projeto de lei

Abaixo os termos mencionados no projeto e suas respectivas descrições:

  • BAGACEIRA: noitada;
  • BAIACU: pessoa gorda;
  • BAITOLA: homossexual;
  • CABAÇO: hímen. “Essa aí tem cara de que já perdeu o cabaço”;
  • CABAÇUDA: mulher virgem;
  • CHIRRADO: bêbado;
  • CUNHANTÃ: garota. “Quem é essa cunhantã?”;
  • CUNHÃ-PORANGA: mulher bonita. Parte do imaginário do Boi-bumbá de Parintins;
  • GUGUENTO: pessoa feridenta, nojenta, cheia de marcas na pele. “Eu nunca namoraria com a Waldemarina;
  • Ela é toda guguenta, cheia de espinha”;
  • PINGUELO: órgão sexual feminino. “Menino nasce por onde entra: pelo pinguelo”;
  • PIROCA: pênis;
  • PIROCAR: perder ou cortar o cabelo. “Rapaz, olha o cara aí… pirocou o cabelo todinho”; e
  • XIBIU: vagina.


Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: