Topo

Conheça alguns pratos bizarros disponíveis no museu das comidas nojentas

Comente

Enquanto a regra dos profissionais da cozinha afirma que o visual de um prato acaba sendo tão importante quanto o seu sabor final, a verdade é que nem sempre as pessoas conseguem ter aquele prato para tirar foto e colocar no Instagram no dia a dia. E pratos bonitos é que realmente não serão encontrados no Museu das Comidas Nojentas.

O local foi recentemente inaugurado na cidade Sueca de Malmo, e reúne basicamente 80 pratos nojentos que foram coletados ao redor do mundo inteiro. O museu foi uma ideia de Samuel West, sendo que essa não é a primeira vez que este tipo de ideia vira realidade. Ele também criou o Museu do Fracasso, que reúne os produtos inovadores que fracassaram na indústria.

Confira alguns dos pratos de comida bizarros que podem ser encontrados no Museu da Comida Nojenta.

Kale pache

Veja também:

Este é um prato bastante tradicional em países como Afeganistão, Armênia, Grécia, Irã, Turquia e Bulgária. O visual dele realmente acaba sendo nada atrativo, mas sua composição também não deve agradar na a maioria das pessoas. Basicamente o prato consiste em uma cabeça de ovelha cozida.

Casu marzu

Na verdade não chega a ser bem um prato, e sim um tipo de queijo que pode ser encontrado na região de Sardenha, na Itália. Basicamente é um queijo que contem larvas vivas em sua fermentação, e que podem acabar chegando até o intestino da pessoa sem morrer. Uma verdadeira roleta russa, que já foi proibida em praticamente toda a Europa.

Sopa de Morcego

Conheça alguns pratos bizarros disponíveis no museu das comidas nojentas

Se a grande maioria das pessoas não conseguem nem ver um morcego vivo de longe, imagina comer um destes animais repugnantes. Este prato é uma iguaria relativamente comum em países como Indonésia, a Tailândia e o Vietnã. De acordo com as informações que constam sobre o prato, ele é feito com morcegos e uma boa quantidade de gengibre, além de cebola e sal.

Menudo

Pode parecer nojento para a maioria dos brasileiros, mas este é um prato muito tradicional para os nossos vizinhos de continente, os mexicanos. Ele é basicamente composto por tripas da vaca cortadas em cubinhos e cozidas com água, chambão, cebola, alho, sal, coentro, orégano e pimentas malagueta e preta. Essa é uma comida que costuma ser servida na ceia de final de ano, e dizem que é um dos segredos para curar a ressaca do dia seguinte




Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: