Topo

Coisas nojentas que são usadas em alimentos e você provavelmente não sabia

1.00 / 5 - 1
Comente

Quando uma pessoa para ler os rótulos de alimentos industrializados, é provável que se depare com alguns nomes bem estranhos e desconhecidos, certo? Pois bem, em alguns casos talvez seja melhor mesmo nem fazer ideia do que se trata os itens descritos nessas embalagens.

Isso porque algumas indústrias alimentícias por vezes podem usar ingredientes bem inusitados na composição ou conservação de alguns itens. O mais curioso, é que alguns deles, podem ter procedência absolutamente estranha, para não dizer “nojenta”.

Coisas estranhas que podem estar presentes em alimentos

Silicone

silicone

Você ama comer nuggets de frango? Saiba que, segundo informações, só cerca de metade desse alimento é frango, a outra metade é de ingredientes sintéticos, dentre os quais o Dimetil Polissiloxano, um tipo de produto usado em silicone, como os que são usados para implantes de mama.

Insetos esmagados

insetos

Alguns alimentos são preparados com uma substância chamada carmine. De acordo com uma matéria do The Guardian, essa substância é extraída a partir da fervura da casca de um besouro fêmea.

Há quem use o termo de esmalte de confeiteiro e normalmente para o item e ele é utilizado na preparação de doces de fruta. O carmine seria uma espécie de corante vermelho feito da casca de um besouro do deserto.

Leia também:

Fezes de castores

fezes-castores

No verão muitas pessoas se aventuram a tomar sorvete, e os sabores mais consumidos são os de baunilha, morango e framboesa. O que pouca gente sabe é que esses sabores podem conter fezes secas e urina de castores.

Castoreum é um nome presente nos rótulos de sorvete e outros doces, e são chamados de aroma natural. Mas de acordo com o “The Huffington Post”, esse seria um item encontrado próximo das genitais de castores.

Cabelo humano

cabelo-humano

Se você é o tipo de pessoa que tem nojo quando encontra um fio de cabelo no prato, vai ficar horrorizado em saber que muitos produtos alimentícios possuem aminoácidos derivados de cabelos humanos.

Os cabelos humanos e penas de pato possuem L-cisteína um aminoácido usado para deixar a vida útil do produto mais longa. Esse aminoácido normalmente está presente até em pães vendidos em, ou seja, para evitar consumir tal substância, seria bom aderir ao bom e velho pão fresco da padaria.

Alcatrão de carvão

alcatrao

O alcatrão de carvão é encontrado em alimentos tingidos artificialmente. Antigamente uma grande parte das indústrias usavam o alcatrão de carvão para tingir seus alimentos, hoje o número é menor, no entanto, embora já existam alternativas, informações sugerem que algumas empresas ainda são adeptas do item.

Bexiga de peixe

bexiga-peixe

A bexiga do peixe produz uma substância gelatinosa, que segundo informações, pode ser usada em cervejas para a remoção de qualquer nebulosidade no produto final. Em tese ela remove qualquer resíduo de fermento ou algo sólido que esteja presente na cerveja.

Óleo para evitar incêndio

oleo

O óleo vegetal bromado (BVO) é um produto usado como retardador de chamas em móveis, ou seja, é uma substância útil para evitar incêndios. Apesar disso, esse tipo de item pode ser visto em rótulos de refrigerantes com sabor de frutas cítricas.

Biodiesel

biodiesel

O biodiesel também é conhecido como hidroquinona terciário (TBHQ), mais um produto que pode ser encontrado em nuggets de frango e também em biscoitos de queijo.

Fontes: Reader’s DiggestThe Huffington Post e The Guardian


Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: