Topo

Quem saiu do BBB14: o rapper paulista Valter 'Slim' deixa a casa com com 75% dos votos

Comente

Para quem pensava ser um dos favoritos para vencer o BBB14, a eliminação de Valter Slim do último paredão do BBB14 pode ter sido visto até mesmo com uma certa surpresa. Mas o fato é que o paulista acabou saindo da casa com 75% dos votos dos telespectadores, deixando Clara dentro da casa e dando margem para uma boa disputa na final entre a Stripper e o administrador Marcelo.

Valter foi mandado para o paredão justamente pelo líder Marcelo, que conquistou o posto já na terça-feira, assim que conseguiu se livrar de mais um paredão. Clara também acabou sendo enviada para o Marcelo depois que a votação no confessionário terminou empatada.

slim-eliminado-bbb-14

Pedro Bial recebeu o ex participante do programa com grandes elogios, declarando que havia sido uma honra tanto para ele quanto para a produção do programa ter tido Valter como um dos competidores que mais conseguiram ir longe na competição. Além de chamar o brother de “incrível”, também disse que ele era um grande artista.

“Obrigado mesmo, de coração. Fico muito feliz de poder participar e ter feito parte disso tudo, torço muito por todos aqueles que estão lá”, respondeu o eliminado.

Na saída, Pedro Bial também perguntou para o eliminado onde ele achava que havia errado em termos de jogo. Valter respondeu o seguinte: “Meu excesso de paciência, às vezes, acabo pensando muito e não colocando nada para fora. O problema do poeta é que ele não quer ganhar o mundo, ele quer salvar o mundo. Então você acaba não querendo julgar”.

Discurso da eliminação

Confira como foi o discurso de Pedro Bial na eliminação de Valter Slim:

“Ei Clarinha, ei Slim, anota aí duas ou três coisas pra mim. Gosto de você, menina Clara, por ser duas, no mínimo, Clara e Clarinha, cara de promessa. Gosto de você Valter Slim pela coragem de não seguir a carneirada. Gosto da tua palavra rimada quando diz assim: Dinheiro é necessidade, não é vitória meu bem. Vitória é quando estampar um preto numa nota de 100. E gosto do jeito claro, Clara, que você esconde o tesouro mostrando o mapa, mina.

Mano, gosto de ouvir as palavras que você escolhe não usar, como você não eleva a voz, sua etiqueta, etiqueta, a pequena ética que torna menos dura a convivência. Gosto da muleka Clara, tão criança, criança proibida para menores. Comentei hoje com uma amiga, pô a Clarinha com toda aquela comissão de frente passou longe, passou invisível do paredão, e minha sister respondeu, justamente, ela se escondeu atrás do peitão.

Admiro de mais tua paciência, tua tolerância Slim, e peço emprestado agora tuas palavras. Já que as coisas nunca voltam, vamos guardar na memória. Vem pra cá meu irmão, é você.”


Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: