Topo

Eles evoluíram! Relembre 5 tecnologias de celulares antigos

Comente

Os jovens da atualidade podem não se lembrar ou sequer terem vivenciado a época, mas houve um tempo em que os celulares serviam prioritariamente para fazer ligações. Os inúmeros aplicativos que hoje existem à disposição e a grande riqueza de recurso dos smartphones, talvez ainda fossem um sonho distante de um ou outro "lunático" aficionado por evolução tecnológica.

Isso não significa, porém, que a evolução observada hoje tenha surgido do nada, muito pelo contrário. Mesmo naquela época já existiam algumas tecnologias interessantes que acabaram evoluindo, enquanto outras deram lugar a outros recursos. Para ilustrar melhor isso, relembramos a seguir algumas das tecnologias de telefones antigos que perderam a popularidade ao longo do tempo. Veja!

Tecnologias antigas que existiam em celulares do passado

Ringtone polifônico ou monofônico

ecnologias antigas que existiam em celulares do passado ringtones

Se antigamente, lá no início do telefone móvel, os aparelhos chegavam com toques simples, hoje em dia o cenário é outro. O usuário pode escolher o som desejado e tocar qualquer música no telefone. Os toques do passado, no entanto, eram conhecidos como monofônicos, ou ringtones monofônicos. Esse formato deu lugar aos polifônicos, que traziam uma maior variação de sons.

Veja também:

Com o tempo as próprias operadoras de celular começaram a vender os sons polifônicos. Até mesmo a Apple entrou na jogada e vendeu toques para as primeiras versões do iPhone. Hoje em dias os sofisticados ringtones pode ser baixados de graça nas lojas de aplicativos.

SMS e MMS

Eles evoluíram! Relembre 5 tecnologias de celulares antigos

Whatsapp? Messenger? Telegram? Nada disso. No início dos celulares o que fazia sucesso na comunicação escrita eram as mensagens SMS e MMS. Estamos falando aqui de um passado consideravelmente recente, há cerca de 10 anos. Alguns aparelhos da época, como o Nokia 5120, por exemplo, só podia receber as mensagens. Depois ele evoluiu para o 5120i, que também permitia o envio das mensagens.

E o tempo pode se encarregar de trazer evolução a muitas tecnologias nesse sentido ainda. Exemplo disso é que o Galaxy S8 é um dos modelos que estão apostando na compatibilidade com o padrão RCS (Rich Communications Services). Ela promete as funções do WhatsApp, mas sem necessidade de conexão com a web.

Celulares com infravermelho

ecnologias antigas que existiam em celulares do passado infravermelho

Hoje em dia até mesmo o uso do bluetooth já se tornou comum, mas houve um tempo que a transferência de dados de um aparelho para outro tinha de ser feita por infravermelho. Trata-se de uma tecnologia com baixo potencial para transmissão de dados, pelo que, era utilizado na maioria das vezes para envio de contatos, embora eventualmente fosse possível até jogar alguns games no modo multiplayer.

Teclado qwerty e teclado alfanumérico

tecnologias antigas que existiam em celulares do passado teclado qwerty

Os famosos teclados qwerty e os alfanuméricos também estão na lista de tecnologias icônicas do passado. Se no início os celulares tinham teclados físicos com características bem comuns, as coisas mudaram, especialmente com a Apple, que propôs a adoção de telas multitoque que ajustam à interface e o teclado virtual.

Apesar de tudo, a Blackberry (antiga RIM) optou por continuar com as teclas físicas por um bom tempo. Como se não bastasse, há pouco tempo a marca ainda lançou um novo celular com esse tipo de recurso, mas ele naturalmente parece longe de ganhar popularidade de novo.

Sinal via rádio

tecnologias antigas que existiam em celulares do passado sinal via rádio

Em um passado não muito distante, mais especificamente há cerca de cinco anos, haviam sinais de que a popularidade iria rondar os aparelhos de sinal via rádio, especialmente no âmbito corporativo. Uma das empresas que apostavam na tendência, por exemplo, era a Nextel, que no Brasil era a principal marca por trás dessa tecnologia.

Com o passar do tempo, porém, a coisa não andou como se esperava, muito por conta de não ter conseguido acompanhar a evolução das redes móveis. A ausência de suporte a aparelhos cobiçados, tal como o iPhone, por exemplo, também pode ter sido um dos fatores que contribuiram com a queda na popularidade do sinal a rádio.

Apesar de tudo, a Nextel não se acomodou. A empresa se reinventou e buscou uma nova frente, apostando em planos e smartphones com tecnologia 4G.




Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: