Topo

Celulares com Windows Phone superam iPhone (Apple); Android é a plataforma mais vendida

Comente

A disputa pelo mercado tecnológico segue sempre muito acirrada por parte das empresas posicionadas no setor. A cada dia que passa as gigantes tecnológicas empreendem estratégias agressivas tentando atingir os melhores números de vendas frente à concorrência, o que por vezes, nos permite acompanhar de perto a ultrapassagem de algumas delas no que diz respeito aos índices que medem a preferência dos consumidores.

Seguindo essa tendência, uma situação que até já era prevista por especialistas do setor acabou se consolidando recentemente. Os números mostram que os celulares com Windows Phone já superam em número de vendas os índices do iPhone, da Apple. Na sequência você confere um pouco mais dessa acirrada disputa por espaço no mercado entre as gigantes do setor.

Celulares com Windows Phone superam iPhone (Apple); Android é a plataforma mais vendida

celulares-windows-phone-superam-iphone

De acordo com uma matéria publicada recentemente pelo Olhar Digital, os dados do IDC para o último trimestre do ano passado apontam uma superioridade de vendas do Windows Phone frente ao concorrente da Apple no Brasil. Enquanto a fatia do mercado para o sistema operacional da Microsoft passou a ser de 6%, a parcela equivalente ao iOS foi de apenas de 4,7%.

Apesar de consideravelmente acirrada a disputa pela segunda posição entre as plataformas mais vendidas, a liderança continua pertencendo ao sistema Android, do Google, que aliás, nem de longe é incomodado pela concorrência, se fazendo presente em 88,73% dos dispositivos móveis vendidos no País.

Apesar dos números, vale ressaltar dois pontos importantes. O primeiro é que o cálculo da IDC incide somente sobre os aparelhos vendidos no terceiro trimestre do ano passado, portanto, não leva em consideração a base de usuários efetiva de cada um dos sistemas no período. Isso leva à conclusão de que os números de usuários do período, podem sofrer variações em relação ao número de vendas.

O segundo ponto é que os índices não levam em consideração os aparelhos comprados no exterior, portanto, todos os números são baseados nas compras de brasileiros, no próprio País.


Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: