Topo

5 celebridades ativistas pelos direitos LGBTQ+

Comente

Estamos no mês do orgulho LGBTQ+, confira alguns artistas da música, tv e cinema que apoiam a defendem os direitos deste movimento no mundo todo.

Ellen DeGeneres

Comediante norte americana, é considerada como uma das primeiras celebridades a defender os direitos da causa. Durante os anos 90, Ellen protagonizava uma sitcon de destaque da TV americana, se assumindo lésbica e contrariando o conselho de diversos colegas que diziam que sua atitude iria acabar com sua carreira. Ela realmente teve uma repercussão negativa inicialmente, mas acabou recuperando com maestria seu espaço na televisão e hoje é uma das humoristas mais bem pagas e conhecidas no mundo.

Seu ativismo em prol da causa LGBT foi reconhecido em 2016 por Barack Obama, quando recebeu a medalha Presidencial da Liberdade, o presidente apontou como ela desempenhou um papel importante para a comunidade e a empurrar o país na direção da justiça.

Ian McKellen

Veja também:

O ator sempre foi bastante vocal sobre os direitos LGBTQ+, além de escrever e falar publicamente em uma rádio que era gay e apoiava a causa, nos anos 1980 ele cofundou o Stonewall UK, instituição de caridade que defende a igualdade jurídica e social desta população.

Madonna

A cantora sempre foi bastante vocal sobre a causa, mesmo sendo heterossexual, durante os anos 1980 a cantora lutou e combateu o preconceito contra a população que foi afetada pelo HIV, fazendo muitas vítimas na comunidade gay.

Laverne Cox

A atriz transsexual de Orange is the new black, fez história sendo a primeira pessoa trans a ser indicada ao Emmy em uma categoria de atuação. Aproveitou o destaque para educar pessoas nos Estados Unidos, e recebeu a maior honra no GLAAD Media Awards, prêmio da organização que monitora e luta pela representação LGBTQ+ na mídia, sendo a primeira mulher trans da história a ser homenageada neste sentido.

Lady Gaga

5 celebridades ativistas pelos direitos LGBTQ+

Sempre que possível, a cantora utiliza suas plataformas para apoiar causas da comunidade, seja no palco, manifestações de orgulho LGBTQ+. Para ela, sair em defesa dos direitos da população é um grande compromisso, pois quando começou a sua carreira e ela não estava dando certo, foi os gays que a levantaram, por conta da comunidade gay que está onde está.

Em 2012 a cantora lançou uma fundação sem fins lucrativos para dar suporte necessário para jovens se tornarem líderes e fortalecer suas comunidades. Com assistência a saúde mental da geração que sofre bullyng por simplesmente ser quem são.


Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: