Topo

"Síndrome do desastrado" - veja indícios de que você sofre do problema

Comente

Acredita-se que cerca de 2% a 10% da população sofra com dispraxia, que pode se manifestar desde a infância. Entretanto, a verdade é que muitos casos não são diagnosticados, já que as pessoas próximas à criança não sabem que existe uma doença com essas características.

Isso as vezes acontece porque muitos profissionais médicos não conhecem muito bem a dispraxia, sendo ela muitas vezes confundida com doenças emocionais, já que nem sempre os sintomas são claros.

O sintoma mais comum pode ser a falta de coordenação motora, seja para movimentos finos ou não, porém nem todos os pacientes possuem essa dificuldade.

Veja também:

Se você é o tipo de pessoa considerada desajeitada, por exemplo, o indicado é procurar um neurologista especializado para confirmar ou rejeitar diagnóstico de uma dispraxia. Conheça a seguir os principais sintomas da doença.

Sinais de que você pode estar sofrendo dispraxia

Você era desastrada quando criança

Durante a década de 1970, a dispraxia era conhecida como “síndrome da criança desastrada”, uma vez que as pessoas que nascia com esse mal tinham tal característica. Assim era natural a pessoa tropeçar, derrubar objetos e derramar líquidos.

Sentia vergonha pela falta de coordenação

Quando criança você já percebia que não conseguia fazer determinadas coisas como outras crianças, como por exemplo, jogar bola, correr ou fazer trabalhos manuais. Por essa razão evitava esse tipo de atividade.

Seu equilíbrio é ruim

Você possui dificuldade em ficar em pé parado, pois seu corpo pende para frente e para trás. Ficar em um pé só, é algo praticamente impossível. Caso tenha se identificado com esse sintoma é possível que tenha problemas de equilíbrio, sendo mais um sintoma da dispraxia.

Não conseguir fazer duas coisas ao mesmo tempo

Você consegue facilmente pegar comida no buffet e segurar um guarda-chuva? Ou fazer algo mais simples como, andar e tomar um sorvete? Se a resposta for não, o ideal é procurar um neurologista especializado para diagnostico e tratamento do problema.

Falar e comer

Para pessoas que sofrem com dispraxia, é muito difícil falar e comer ao mesmo tempo, sendo essas atividades desafiadoras. Isso acontece porque, essas simples atividades que para muitos são realizadas naturalmente, requerem a coordenação de vários órgãos e movimentos simultâneos.

Você consome bebidas alcoólicas para diminuir os sintomas

Algumas pessoas que sofrem com dispraxia ingerem bebidas alcoólicas para não se sentirem tão constrangidas pela falta de coordenação motora.

Direita e esquerda não tem diferença

Outro sintoma comum da dispraxia é não conseguir ver diferença entre o lado direito e o lado esquerdo. Por essa razão alguns pacientes sentem uma dificuldade em realizar qualquer movimento com seu lado não dominante. Já outros, não têm certeza se são destras ou canhotas, uma vez que a habilidade e dificuldade ocorre com ambas as mãos.

Falta de organização

Você não é o tipo de pessoa pontual? Está sempre esquecendo seus pertences e o que deveria fazer durante o dia caso não tenha anotado? Saiba que esses são outros sintomas da dispraxia. E então, se identificou com algum desses sintomas? Sabe de outros indícios? Fique à vontade para deixar sua opinião nos comentário




Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: