Topo

Entenda a diferença entre fubá e farinha de milho

Comente

Alguns produtos que costumam ser utilizados no dia a dia da cozinha acabam tendo uma origem muito parecida, o que pode causar uma certa dúvida nas pessoas. E nem sempre, mesmo que os ingredientes sejam muito parecidos, eles podem ser utilizados nas mesmas receitas, uma vez que os resultados acabam se tornando bem diferentes do que é esperado.

Um exemplo clássico dessa semelhança é o fubá e a farinha de milho. Muitas pessoas acreditam que se trata do mesmo ingrediente, mas eles contam com algumas diferenças importantes e que precisam ser levadas em consideração.

Em termos técnicos, de acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, a Anvisa, tanto a farinha de milho quanto o fubá são a mesma coisa. Trata-se de um produto que pode ser obtido a partir da moagem do grão de milho, posteriormente passado por uma peneira. Mas, na prática, para quem cozinha no dia a dia, os dois ingredientes contam com algumas diferenças.

Entenda a diferença entre fubá e farinha de milho

Veja também:

No processo de produção, a diferença entre os dois está no processo que os grãos passam antes de chegar ao consumido. Portanto, mesmo que os dois produtos acabem tendo a origem direta do milho, que vai passar pela moagem, existem diferenças de texturas que acabam afetando diretamente o resultado final da receita.

O fubá, por exemplo, acaba sendo indicado para bolos, sopas, mingau, broas, biscoitos, polenta, cremes, empanados e angu. Já a farinha de milho pode ser utilizada mais para produtos de panificação, não sendo muito indicados para polentas ou para cremes. Além disso, ainda existe o chamado flocão, que é a farinha de milho que fica com seus grãos maiores. Neste caso, o produto acaba sendo interessante para fazer pratos como virados, farofas, etc.

Uma outra dúvida que pode surgir também é em relação as cores dos produtos. Alguns apresentam uma coloração muito parecida com a farinha de trigo, que é branca. Existem outros que apresenta uma coloração mais amarela, que acaba sendo característica do milho. A cor varia basicamente por causa dos cultivos diferentes.

Segundo a regra, a classe amarela é composta por, no mínimo, 95% em peso, de grãos amarelos, amarelo pálido ou amarelo alaranjado. Já o grão de milho amarelo, com ligeira coloração vermelha ou rósea no pericarpo, será considerado da classe amarela. A classe de milho branco constituída de milho que contenha no mínimo 95% (noventa e cinco por cento), em peso, de grãos brancos; o grão de milho com coloração marfim ou palha será considerado da classe branca.




Comentários (1) Postar um Comentário

CARLOS SCHWAB comentou:

No fim das contas, não disse qual a diferença entre a farinha e o fubá. Só disse que se usam de formas diferentes!


Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: