Topo

Sítio arqueológico de Pompéia, Itália (de 79 d.c), leva à viagem para Roma Antiga

Comente

Na hora de pegar a estrada ou mesmo embarcar rumo a uma viagem internacional, é importante ter em mente a exata noção da experiência que se deseja ter no local de destino, essa percepção e clareza, indubitavelmente ajudará a explorar o melhor que cada região tem a oferecer.

Dito isso, é hora de mostrarmos, de maneira completa,um destino mais que especial, capaz de proporcionar uma das mais ricas experiências arqueológicas do mundo, um lugar simplesmente imperdível para aqueles que pretendem conhecer um pouco mais da Roma Antiga tendo a exata sensação de como ela era.

Estamos falando do Sítio arqueológico de Pompéia, na Itália, onde os resquícios de tudo aquilo que já existiu no local por volta do ano 79 d.c, ainda hoje emana vida dando aos visitantes a nítida sensação de estar vivendo um pedaço do antigo Império Romano.

Sítio arqueológico de Pompéia, Itália (de 79 d.c), leva à viagem para Roma Antiga

pompeia-italia-roma-antiga

O sítio arqueológico de Pompéia, é uma das maiores descobertas arqueológicas dos últimos séculos, e seu estado de conservação chega a impressionar até mesmo o mais otimista dos observadores.

Isso ocorre especialmente porque, ao contrário do que muitos chegaram a acreditar, a cidade de Pompéia não foi coberta pela lava do vulcão Vesúvio que entrou em erupção por volta de 79 d.C, mas sim, pelas cinzas do mesmo, que cobriram a cidade em cerca de seis metros de altura, soterrando ela e outros municípios vizinhos, como por exemplo, Herculano, que por sinal é, na atualidade, outro excelente sítio arqueológico que sem dúvida alguma também vale a visita.

A economia de Pompéia e o dia em que seu fim foi decretado

Antes de desaparecer em meio às cinzas do Vulcão, a cidade de Pompéia abrigava pouco mais de vinte mil habitantes, e as principais atividades econômicas da região eram a produção de vinho e de azeite.

A erupção do vulcão que decretou o fim da cidade de Pompéia, de acordo com relatos deu início às 10 horas da manhã do dia 24 de agosto, e encerrou-se depois de ter coberto toda a região, conseguindo matar asfixiados ou soterrados uma grande parte dos habitantes da cidade.

A descoberta do Sítio Arqueológico

Sabe-se lá por qual motivo ou razão, depois da tragédia, a região de Pompéia acabou sendo esquecida, ficando assim oculta por mais de um milênio e meio, vindo a ser redescoberta cerca de 1.600 anos depois por um agricultor que trabalhando nas proximidades por volta do século XVIII, conseguiu localizar o muro da cidade.

Depois da descoberta, a região passou a ser escavada por inúmeros arqueólogos nos dois séculos que sucederam. As escavações resultaram na descoberta de casas, prédios públicos, museus, aquedutos, teatros, lojas e termas, dentre inúmeras outras construções.

Apesar das inúmeras construções descobertas na região que passou a se chamar sítio arqueológico de Pompéia, o que mais chamou a atenção no período de descoberta e até os dias atuais é visto como uma grande descoberta, foram os esqueletos petrificados em posição de proteção encontrados durante as escavações.

corpos-achados-em-pompeia-italia

Os corpos daqueles que morreram durante a erupção do vulcão, foram tomados pela cinza, que por sua vez, se moldou à roupa à forma dos corpos como um todo. Depois da descoberta, utilizando uma técnica à base de gesso, foi possível conseguir manter os corpos intactos até os dias atuais, da mesma maneira que foram encontrados pelos pesquisadores.

Leia também:

Desde o ano de 1997, a região de Pompéia é considerada Patrimônio Histórico da Humanidade, e logo mais na sequência você poderá conferir os principais pontos turísticos dessa região que se tornou de fato imperdível por todos aqueles que apreciam vivenciar a história no seu mais puro estado.

Veja dez excelentes pontos turísticos da região do Sítio arqueológico de Pompéia

Casa dos Vettii – pompéia

Essa é uma das casas residências que mais chamam a atenção no sítio arqueológico da Pompéia, o lugar que pode perfeitamente ser chamado de “grande Domus”, como era conhecida as grandes residências de famílias abastadas à época, teve preservada até mesmo a identidade de seus moradores, isso graças à dois anéis contendo inscrições de seus nomes que foram encontrados também no local.

A casa do Fauno – pompéia

A casa do Fauno é conhecida por ser a maior e mais exuberante residência de todo o sítio arqueológico. Nela é possível observar, dentre outras peças interessantes, uma réplica do Mosaico de Alexandre, que representa a vitória do próprio Alexandre Magno contra o Rei da Pérsia, Dario. Outra réplica que também pode ser observada lá é a da estátua de bronze do Fauno, uma peça exatamente similar à original que pode ser encontrada no Museu de Pompéia.

Villa Dei Misteri – Pompéia

Construída ainda no século 2 a.C em uma colina de frente para o mar e fora dos muros de Pompéia, o monumento é uma das cem residências descobertas na região do Vesúvio, que era geralmente ligada à exploração da agricultura, e que frequentemente era também útil ao refúgio dos mais abastados financeiramente.

Teatro grande – pompéia

O teatro grande é outra das construções que datam do século 2 a.C, a obra que tem o formato de uma ferradura, teve essa arquitetura estrategicamente adotada para proporcionar uma melhor acústica ao público.

A construção era conhecida por Teatro Grande não por acaso, o local era capaz de comportar cerca de 5 mil pessoas com imenso conforto para a época. Vale ressaltar que em uma passagem pelo sítio arqueológico de Pompéia, vale a pena considerar também uma visita ao Teatro Pequeno e ao Quadripórtico dos Teatros, que é o local onde os espectadores reuniam-se durante os intervalos de apresentações teatrais.

Anfiteatro de Pompéia

O AnfiTeatro é uma construção que data de 70 a.C, sendo também uma das mais bem preservadas da região. O local foi erguido para o combate entre os gladiadores, personagens muito comuns na Roma Antiga. O espaço do local era capaz de comportar toda a população da bem estruturada cidade de Pompéia, ou seja, cerca de vinte mil espectadores.

Fórum de Pompéia

O Fórum foi outra das construções erguidas por volta do século 2 a.C, o edifício foi erguido em uma das principais avenidas de Pompéia, e era o lugar onde eram debatidos os mais variados assuntos, de política a economia e comércio da cidade.

O Jardim dos Mortos

Esse é uma extensa região onde na atualidade existe um vinhedo, é lá onde se localizam os corpos de parte das vítimas que morreram e tiveram seus corpos e formatos preservados. Além dessa região, outros corpos podem ser vistos também nas Termas de Stabia, ou ainda no Museu Arqueológico Nacional.

Templo de Apolo – Pompéia

Esse é um dos mais antigos santuários da região de Pompéia. Possuindo nas laterais as réplicas das estátuas de Apolo e Diana, o lugar é outro dos imperdíveis pontos para aqueles que estão considerando fazer uma visita a esse verdadeiro reino vivo da Roma Antiga.

Termas – Pompéia

As termas exerciam um importante papel na vida da comunidade da região de Pompéia, isso porque, boa parte dos habitantes da região não possuía água em casa. Por esse motivo as termas acabaram tornando-se um ponto de referência e de encontro, onde as pessoas se reuniam para debater com amigos e conversar sobre os mais variados assuntos, uma curiosidade a respeito desses encontros nas termas, era o fato de que homens e mulheres tinham áreas separadas.

Lupanário – Pompéia

O Lupanário é a prova viva de que a prostituição e exploração do sexo como comércio existe desde os tempos históricos, a construção era uma espécie de prostíbulo, já que Lupa em Latim significa Prostituta.

O local era um dos mais bem organizados bordéis da consideravelmente pequena cidade, os demais, de modo geral, costumavam ser apenas uma cama em um dos cômodos isolados de lojas ou outros estabelecimentos da região, enquanto que, essa construção, havia sido feita exclusivamente para a prática do sexo.


Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: