Topo

6 lugares remotos para quem deseja fugir da realidade

Comente

A vida em sociedade é fundamental para a humanidade. A grande maioria das pessoas precisam dos seus pares ao seu redor para conseguir viver com o mínimo de sanidade. Contudo, todo mundo acaba tendo momentos em que preferia ficar sozinho, isolados de todos e de todos, pelo menos por algum tempo. E se isso for possível em um ambiente paradisíaco, ainda melhor. 

Confira algumas dicas de lugares remotos para quem deseja fugir da realidade:

Changtang, Tibete

O local fica perto do monte Everest, em um território que está a mais de 4,5 mil metros de altitude. Com isso, ele é considerado como o lugar mais alto de todo o território tibetano. O local conta com uma comunidade chamada Changpa, uma tribo nômade que vive do seu próprios sustento. 

Ilha Palmerston

Essa ilha está localizada no meio das ilhas Cook, no Pacífico, tendo sido descoberta pelo capitão britânico James Cook, no século XVIII. Trata-se de uma ilha de propriedade familiar, com pouco mais de seis dezenas de habitantes. 

Santa Cruz del Islote, Colômbia

6 lugares remotos para quem deseja fugir da realidade

Veja também:

É considerada como a ilha mais densamente povoada do mundo. Mesmo assim, pode ser um local interessante para se afastar dos conhecidos. Por lá vivem cerca de 1,2 mil pessoas. Mesmo estando em um local paradisíaco, as condições de vida não são das melhores, não tendo água potável e nem coleta de esgoto. 

Utqiaġvik, Alaska

Este local conta com uma das comunidades consideradas como mais para o norte da Terra, contando com cerca de 4 mil pessoas que moram por lá. Basicamente todos os residentes pertencem a uma comunidade de esquimós originária do Alaska e que existe há mais de 15 séculos. O lugar sempre é bem gelado, sendo que em dias quentes a temperatura costuma ficar em cerca de 0 graus celsius. 

Tristão da Cunha

Trata-se de uma ilha que pertence ao arquipélago habitado mais remoto do planeta. De acordo com as informações mais recentes, o local conta com uma população de pouco mais de 247 pessoas. A única forma de chegar ao local é realizar uma viagem de seis dias de barco desde a África do Sul. 

Oásis de Siuá

Este local está situada abaixo do nível do mar, a 50 km da fronteira com a Líbia, no deserto ocidental do Egito. Como se trata de um local mais isolado, os nativos acabaram preservando sua própria língua e também sua própria cultura, que acabaram os transformando em uma sociedade quase que intacta. 




Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: