Letra da Música: Nunca é Tarde - Deborah Blando

Esse letra de Deborah Blando já foi acessado por 227 pessoas.

Comente

A música Nunca é Tarde fez muito sucesso quando foi gravada por Deborah Blando. Que tal aprender a tocar outras músicas? Veja cifras de Deborah Blando e toque as músicas que mais gosta no violão ou guitarra.

Veja também o vídeo da música tocada.


Andei pensando bem, eu ando meio ninguém
Eu quis de volta o que eu já deixei
Nunca é o bastante, o bom é sempre mais
Mas não contava com um tempo tão voraz
Agora eu sinto dentro um vazio
Quero te devorar parte por parte, beijar te inteiro tentar recomeçar
E agora...
Não nunca é tarde
Não vá deixar um amor tão raro
Tudo é possível é só você querer
Nada existe sem antes ser puro desejo
Eu juro, só sua eu sou
O que passou, passou, não dá para se reviver
Talvez errasse tudo outra vez
Mas dessa vez então a verdade eu iria dizer
Nada seria em vão, não adianta sofrer
Algo tão lindo
E tão perfeito, como achei que tinha direito
Meio a mentiras
Criei feridas difíceis de curar
E agora...
Não nunca é tarde
Não vá deixar um amor tão raro
Tudo é possível é só você querer
Nada existe sem antes ser puro desejo
Eu juro, só sua eu sou
Não nunca é tarde
Não vá deixar o amor de fora
Tudo é possível é só você querer
Nada existe sem antes ser esse desejo
Eu juro, só sua eu sou


Quer fazer uma correção nesta letra?







    Comentários (0) Postar um Comentário

    Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!