Topo

CBF decide extinguir os árbitros adicionais, decisão entra em vigor em 2015

Comente

Os árbitros adicionais que ficam atrás das traves nas partidas de futebol organizadas pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol), serão extintos a partir do ano que vem. A decisão partiu da entidade e foi divulgada nessa última sexta-feira (17).

Leia também:

A CBF entende que a presença dos profissionais na linha de fundo não tem rendido resultados efetivos nas partidas, além do que, tem gerado custo adicional (leia-se prejuízos) aos clubes.

A seguir você confere os detalhes da medida e o posicionamento da “Confederação” em relação ao assunto. Veja!

CBF decide extinguir os árbitros adicionais, decisão entra em vigor em 2015

cbf-extingue-arbitros-adicionais

Em declarações, o Presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, Sérgio Corrêa, explicou de maneira clara os motivos que levaram a entidade a optar pela extinção dos árbitros adicionais.

“Avaliamos que o custo-benefício não estava adequado para as partes. Não é necessário ter mais dois profissionais ali custando ao menos R$ 1 mil por jogo aos clubes, fora as passagens e hotéis que a CBF banca. Os resultados não eram dos melhores e não justificavam isso”, disse.

“Eram poucas situações em que utilizávamos estes profissionais também. Basicamente, eles estavam ali para ver se a bola entrou ou não. E isso aconteceu poucas vezes. A Fifa também não usa esse expediente em seus jogos, não é uma coisa obrigatória, então não utilizaremos mais a partir de 2015”, complementou.

O fato de os jogos recentes terem sido alvos de muitas reclamações no que diz respeito à arbitragem, parece não ter sido o motivo que levou a entidade a adotar a medida. Corrêa assegurou que as mudanças não ocorrerão em função de pressão dos clubes.

“Ninguém pediu nada. Foi uma avaliação nossa. Não teve qualquer tipo de consulta. Foram três anos de testes com esse tipo de formação [cinco árbitros], mas não deu. Vínhamos conversando há alguns meses e agora resolvemos voltar com o trio. Fica melhor para todo mundo”, salientou.

Ainda de acordo com ele, podem existir situações pontuais nas quais a utilização dos árbitros adicionais se faça necessária, como em caso de jogos decisivos de Copa do Brasil, por exemplo.

“Por se tratar de uma competição mata-mata, talvez possamos utilizar estes árbitros atrás dos gols. Talvez seja válido em situações pontuais. Vamos ver, mas essa é a tendência”, concluiu.




Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: