Topo

Ensine seu filho adolescente a se relacionar com segurança na internet - veja dicas

5.00 / 5 - 1
Comente

De acordo com estatísticas de uma pesquisa global divulgada pela AVG Technologies em novembro, boa parte (precisamente 28%) dos adolescentes entre 11 e 16 anos de idade, se arrependeu em algum momento de algo que postou na internet, enquanto uma outra parcela (precisamente 41%) já declarou ter usado a web para conversar sobre assuntos delicados com pessoas desconhecidas.

Graças a essa exposição e ao uso diário da internet, os indivíduos adolescentes, especialmente aqueles na faixa etária supracitada, fazem parte de um grupo de risco cujas atividades podem comprometer a própria privacidade sem que sequer percebam a gravidade de suas ações.

E diante desse cenário, portanto, cabe aos pais a missão de orientar o filho quanto às melhores práticas no ambiente online e o relacionamento saudável nesse âmbito. Por isso, decidimos apresentar a seguir uma série de dicas sobre como orientar os adolescentes quanto à exposição nas redes sociais. Veja!

Ensine seu filho adolescente a se relacionar com segurança na internet – veja dicas

ensine-seu-filho-a-navegar-internet-seguranca

Evite deixar tablet ou computador no quarto do adolescente

Adolescentes devem usar o computador em lugares abertos dentro de casa, como na sala, por exemplo. Dessa forma as atividades em frente ao PC poderão ser monitoradas. De acordo com especialistas, hoje em dia os pais estão mais preocupados com as tarefas de casa do filho do que com o tempo que perdem no ambiente online, o que pode ser um problema.

Leia também:

Seja amigo de seu filho

De acordo com pesquisas, os adolescentes contam para os pais apenas coisas que escolhem compartilhar com eles. Portanto, os pais devem ser amigos de seus filhos, e ficar atentos a mudanças de comportamento que evidenciem influência de terceiros ou angústia. Em todo caso, deve-se estabelecer desde cedo uma vínculo de confiança com a criança.

Oriente seu filho sobre os estranhos a internet

Deixe bem claro para seu filho que do outro lado da conversa online pode existir qualquer tipo de pessoa, e toda conversa com desconhecidos pode ser uma mera mentira.

Da mesma forma que os adolescentes do século XX eram aconselhados desde pequenos a não conversarem com estranhos na rua, é preciso orientar os filhos desde cedo a não conversar com desconhecidos no ambiente virtual. Isso porque além dos perigos que todos estão sujeitos na rede, os adolescentes costumam ser alvos fáceis para pedófilos, sequestradores e criminosos das mais distintas naturezas.

Limite de tempo online

O adolescente deve ter em mente que a tecnologia não deve ser parte de sua vida e sim uma ferramenta para desenvolvimento e diversão. Os pais devem ficar atentos e proporcionar outros meios de diversão e educação para seus filhos.

Tipos de coisas que o adolescente posta nas redes sociais

Oriente seu filho a evitar ser marcado em aplicativos e a não mostrar o endereço residencial da família (ou locais que costuma frequentar no dia a dia). Outra dica é orientar o adolescente a evitar a postagem de fotos com uniforme da escola em que estuda.

Mostre ao filho os riscos e ameaças que cada postagem dessa natureza pode oferecer, mostrando que não apenas ele mas toda a família pode sofrer consequências em uma eventual ação irresponsável dele no ambiente online.

Informe-se

Os pais devem ficar atentos sobre as novidades que surgem nas redes sociais e ambiente tecnológico. Muitos adolescentes já usaram ou usam aplicativos anônimos como o Secret e Whispers, o que também deve ser monitorado pelos pais.


Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: