Topo

Dicas para avaliar um carro usado antes de decidir pela compra

Comente

O alto preço dos veículos novos e a instabilidade econômica pela qual atravessa o país, tem levado a cada dia um número maior de pessoas a considerar a aquisição de um modelo usado.

Apesar de viável, porém, esse caminho também exige alguns cuidados de quem pretende amenizar os riscos de prejuízos futuros. E é sabendo disso, portanto, que apresentamos a seguir uma lista de dicas que podem ajudar na avaliação dos seminovos antes da compra.

Veja dicas para avaliar um carro usado evitando eventuais problemas

ducas-comprar-carro-usado

Antes de qualquer outra dica, é importante dizer aqui que para quem não tem um mínimo de conhecimento sobre a aquisição de veículos usados, o melhor a fazer talvez seja contratar um mecânico e/ou funileiro para fazer uma avaliação mais precisa do veículo pretendido.

Em todo caso se essa primeira recomendação não é uma opção, as dicas e macetes apresentados a seguir podem garantir uma boa compra na maioria das vezes.

Dicas para avaliar a funilaria e a pintura do veículo usado

  1. Evitar os dias de chuva – As gotas de água ajudam a esconder imperfeições da lataria e pintura, portanto, o melhor a se fazer é analisar o carro no sol, com uma luz homogênea.
  2. Visão frontal – Para conseguir identificar imperfeições, ondulações na chapa e desalinhamento das portas, a dica é olhar o veículo de frente, encostando também o rosto no pára-lama e analisando a lateral com cuidado.
  3. Procurar imperfeições nas portas – Aqui a dica é passar o dedo no vão das portas para ver se a distância é a mesma em toda a extensão. Se um lado tiver espaçamento maior que o outro, significa que ele ter sido mal desamassado depois de uma eventual batida.
  4. Identificar uma eventual batida frontal – Para diagnosticar uma eventual batida na dianteira a dica é abrir o capô e analisar o cofre do motor. O natural é que as paredes estejam sem ondulações e que a pintura já não esteja muito nova, do contrário desconfie.
  5. Identificando uma batida (Parte 2) – Outra dica para ver se o veículo foi batido é medir o vão entre o capô e o pára-lamas usando o dedo. Se observar grandes diferenças significa que ou o capô já foi retirado ou o pára-lamas foi trocado.

Outros fatores que podem indicar que o veículo foi batido

  • Marcas diferentes nos faróis e lanternas (indica que a peça original foi quebrada).
  • Resquícios de tinta nos faróis e/ou nas grades (muitas oficinas não desmontam a lataria no momento da pintura)
  • Relevo de tinta nova na pintura nos batentes da porta.

Leia também:

Dicas para avaliar a parte mecânica e o interior do veículo

Na parte de dentro é preciso checar:

  • O pedal de freio – Se tiver desgastado deve ter mais de 60 ou 70 mil km rodados.
  • Volante e o câmnbio – Se estiverem lisos, sem a rugosidade do plástico, significa que estão gastos.
  • Bancos – O tecido de revestimento também deve possuir o gasto normal do tempo.

Na parte de fora é preciso checar:

  • Amortecedores – A dica é balançar o carro e colocar as mãos sobre cada um dos pára-lamas. Se ao retirar a pressão o balanço continuar, significa que os amortecedores já estão desgastados. Se, ao retirar a pressão, o balanço continuar, é que os amortecedores já estão desgastados
  • Pneus – Marcas distintas e desgastes irregulares dão indícios de desalinhamento ou problemas na suspensão do veículo.

Dicas para para avaliar o motor do carro usado

  1. Uma aparência impecável deve gerar desconfiança, pois isso pode esconder algum tipo de vazamento. A dica é olhar próximo às juntas do cabeçote, pois a presença de óleo pode indicar tanto um simples reaperto quanto o empenamento da peça.
  2. Avaliar o nível e aspecto do óleo do veículo. O fato dele estar escuro e abaixo do nível é um forte indício de que o motorista não é muito cuidadoso.
  3. Verificar se o filtro de ar está em boas condições. Ele deve estar limpo e com pouco uso.
  4. Outra dica válida é pedir para alguém acelerar o carro para ver se o escapamento está ok. Se ele estiver melado com óleo ele precisa de reparo. Além disso, se a fumaça sair densa, branca, ou azul-clara, significa que o carro está queimando óleo.

Se mesmo depois dessas dicas ainda restarem dúvidas quanto à aquisição de um modelo usado, a dica é recorrer a empresas que emitem laudos ténicos e fazem perícia cautelar no veículo. O laudo feito por uma boa empresa comprova a originalidade do chassis e do motor, fazendo ainda uma avaliação da parte estrutural e documentação do automóvel.


Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: