Topo

Punições criativas e inusitadas aplicadas por juízes ao redor do mundo

Comente

Já falamos aqui sobre leis bizarras criadas em muitos países, inclusive no Brasil. Mas além de leis inusitadas, a criatividade dos homens que determinam o cumprimento dela por vezes também não tem limites, pelo que, na hora de pensar na melhor forma de punir quem não seguiu as regras, acabam surgindo ideias pra lá de diferentes. A seguir você confere alguns exemplos.

As punições mais criativas e inusitadas já aplicadas

Punições criativas e inusitadas aplicadas por juízes ao redor do mundo

Música brega-romântica

Segundo informações repercutidas na web, o juiz Paul Sacco, da cidade de Fort Lupton, no Colorado, EUA, resolveu criar uma ótima forma de punir pessoas que abusam da música alta.

Normalmente, pessoas que fazem esse tipo de coisa escuta hip hop (ou funk, no caso do Brasil), então, a melhor punição foi colocar os condenados para ouvir músicas que eles não gostam, como canções de ninar, músicas de programas de televisão e até clássicos românticos. A “tortura” tem duração de 1 hora com o som no último volume.

Reciclagem de trânsito

Veja também:

Na cidade de Los Lunas, no Novo México, EUA, uma mulher acabou sendo multada no trânsito porque seu filho de 6 anos não estava usando cinto de segurança. Durante uma audiência para prestar esclarecimentos, a mulher explicou que o menino soltara o cinto por conta própria, enquanto ela dirigia, pelo que pediu ajuda na educação do filho.

O resultado? Informações sugerem que o juiz John Sanchez teria aceitado o pedido da mãe, decidindo “condenar” o garoto a fazer aulas sobre os perigos de andar sem cinto.

Prisão domiciliar

Nicholas Dionisopoulos era um homem que possuía muitas residências caindo aos pedaços, mas que ele alugava às pessoas. Após várias reclamações de seus inquilinos, um juiz então resolveu condenar Dionisopoulos a 6 meses de prisão domiciliar em um de seus apartamentos em ruínas. O homem também teve que pagar uma multa de US$ 100 mil e devolver o dinheiro que seus inquilinos já haviam lhe dado para efetuar reformas.

Sentindo na pele

Michelle Murray resolveu abandonar 35 gatinhos em um parque de Ohio, e infelizmente 9 deles morreram durante a noite fria. A mulher foi presa por isso e segundo informações, o juiz encarregado do caso, teria lhe dado duas opções de condenação: passar 90 dias na cadeia por abandono de animal ou pagar uma multa de US$ 500 dólares e passar uma noite sozinha em uma floresta.

Mas não era só isso, ainda havia uma condição: ela não poderia levar nada para comer, ler e vestir, podendo usar apenas a roupa do corpo! Ela escolheu a segunda opção.

Caminhada para a liberdade

A adolescente Victoria Bascom, de Painesville, no estado de Ohio, EUA, tentou dar um um golpe de US$ 100 em um taxista, mas acabou se dando mal. Ela foi intimada a responder a um juiz sobre sua atitude e teve a sorte de escolher o tipo de sentença que receberia, sendo que as opções eram:

Ficar um tempo na cadeia ou andar 50 quilômetros, sendo essa a distância equivalente à que ela percorreu no táxi. Além disso, ela ainda precisou pagar a corrida que tentou roubar do taxista.




Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: