Topo

Explicações científicas para alguns dos mais bizarros costumes dos seres humanos

Comente

Você já parou pra pensar no quão bizarros são alguns dos hábitos nutridos pelo ser humano? Seja por questões culturais ou qualquer outro motivo, o fato é que todos nós eventualmente nos deparamos em uma situação na qual instintivamente adotamos uma postura inexplicável.

Felizmente, porém, o fato é que à luz da ciência alguns desses costumes não são tão inexplicáveis assim. Para comprovar isso, apresentamos a seguir algumas considerações científicas para hábitos que até então poderiam não fazer muito sentido pra você.

Veja o que a ciência diz sobre 5 hábitos bizarros dos humanos

Fazer fofoca

Fazer fofoca

A ciência aponta que o ato de fazer fofoca gera um sentimento de confiança no indivíduo, sendo esse um comportamento responsável pelo desenvolvimento do cérebro ao longo dos milênios. Um antropólogo chamado Robin Dunbar, afirma, por exemplo, que a língua só teria se desenvolvido em função da grande vontade que o ser humano tem de fazer fofoca.

Leia também:

Chorar e gostar de filmes e livros tristes

Chorar e gostar de filmes e livros tristes

Em estudos realizados na Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, constatou-se que chorar por ler um livro ou ver um filme é um comportamento bizarro. Mas o responsável por fazer um indivíduo chorar nesse tipo de situação é a empatia.

Esse sentimento faz uma pessoa compartilhar do sofrimento e da alegria de outras, graças a uma região do cérebro conhecida como insula, que é responsável pelas emoções e prazeres.

Ficar sem graça em momentos de silêncio

Ficar sem graça em momentos de silêncio

O hábito de ficar desconcertado em momentos de silêncio diante de um estranho (ou conhecido) também considerado bizarro por cientistas. Mas de acordo com as explicações científicas, esse constrangimento diante do silêncio vem de nossas origens primitivas, como sempre fizemos parte de grupos, o silêncio e falta de entusiasmo demonstra aceitação.

Vale ressaltar que em determinados países da ásia, esse silêncio diante de alguém que está em momento de reflexão é visto como algo positivo.

O carinho e a vontade de apertar ou morder coisas bonitas

O carinho e a vontade de apertar ou morder coisas bonitas

De acordo com pesquisadores, a vontade que temos de apertar ou morder, além de querer ficar junto e abraçar aquilo que gostamos, vem de nossos antepassados, uma vez que brincar de morder é muito comum entre a espécie. A vontade de morder e apertar crianças e cachorros fofos, por exemplo, seria um comportamento típico dos mamíferos.

Empatia por psicopatas

Empatia por psicopatas

Outro comportamento bizarro que os seres humanos possuem é uma certa empatia por psicopatas em obras fictícias. De acordo com a ciência, existem três teorias para explicar esse comportamento. A primeira diz que isso ocorre porque o ser humano gosta do medo e do susto.

Já a segunda afirma que isso ocorre, porque há uma conexão entre uma pessoa e a mente egoísta de outra, no caso a psicopata. E por último, a terceira teoria é a de que a tendência em gostar desse tipo de personagem vem do perfil de predador, que ativa os instintos primitivos de caça e caçador.


Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: