Topo

Coisas sobre sexo que eram comuns na idade média e hoje gerariam polêmica

Comente

O tema sexo, hoje em dia já é encarado com uma certa naturalidade, no entanto, nem todos os assuntos relacionados à sexualidade propriamente dita, deixaram de ser polêmicos. Algumas coisas que aconteciam no período da Idade Média, ainda que na surdina, por exemplo, dariam muito o que falar na atualidade se fossem amplamente debatidas. A seguir você confere alguns casos absolutamente inusitados.

Coisas inusitadas sobre sexo na idade média

Lua de mel antes do casamento

Lua de mel antes do casamento

Hoje em dia é muito comum que o sexo seja praticado antes do casamento. Apesar disso, tradicionalmente a Lua de Mel é encarada como algo especial que deve ser feita depois do casamento.

Até onde se sabe, no entanto, na Idade Média havia uma espécie de Lua de Mel que era realizada antes da cerimônia do casamento. No caso a noiva tinha que se mudar para sua nova casa e ficava à disposição de seu futuro marido antes mesmo de oficializar a união.

Cama gigante

Cama gigante

Na Idade Média era comum a família ter uma única cama na casa. Nela, dormiam o casal, filhos, irmãos, criados e até mesmo os visitantes. Algumas pessoas que tinha mais poder e dinheiro, colocava seus criados íntimos para dormir em uma cama a parte ou em outro quarto.

Quarto de mulheres

Quarto de mulheres

Na Idade Média, algo que também era considerado comum em determinadas regiões, é que as mulheres eram obrigadas a viver trancadas e vigiadas em um quarto. Elas tinham que manter a mente ocupada neste espaço pra que não começassem a pensar de mais. Apenas o dono da casa que tinha acesso ao quarto fechado, onde ele ia sempre que precisava se satisfazer.

Leia também:

Hipocrisia

Hipocrisia

Mesmo com a igreja pregando o que seria o “correto” pra época e as mulheres sendo vigiadas constantemente, a vida sexual das pessoas na Idade Média era um tanto quanto ativa, por assim dizer, mas tudo era feito com total discrição, para que o patriarca da família não ficasse mal falado e sua “honra” não acabasse por ser colocada em jogo. Com isso, celeiros, pomares e porões eram “bem visitados”.

Sequestro

sequestro

É claro que em uma época onde casamentos eram arranjados e ninguém se casava por amor, muitos romances eram proibidos. Para não perder o amor de sua vida, muitas mulheres incentivavam seus parceiros a sequestrá-las. Haviam também mulher casada que facilitava o rapto para conseguir fugir de um casamento abusivo.

Cabelos longos

Cabelos longos

Na Idade Média o cabelo longo era algo imposto às mulheres, já que era uma espécie de fetiche masculino. Sendo assim, as mulheres tinham que manter seus cabelos trançados ou cobertos para revelar sua beleza apenas para seu marido. Diferente das prostitutas que andavam com eles soltos ao vento.

Posição sexual

Posição sexual

Para aumentar o prazer sexual e para não deixar o sexo cair na rotina, muitos casais buscam inovar nas posições sexuais. Mas na idade média essa prática não era aceita, uma vez que indicava apenas a busca pelo prazer e satisfação, em época onde pregava-se que a prática deveria servir exclusivamente à procriação. Isso significa que a igreja aceitava que casais fizessem sexo apenas na posição papai-mamãe.

Relações sexuais

Relações sexuais

Na idade média o incesto era muito comum entre famílias tradicionais e poderosas. Sexo com pais e irmãos era realizado com o intuito de manter a linhagem sanguínea pura.

Sexo era visto como força incontrolável

Sexo era visto como força incontrolável

Antigamente o orgasmo não era entendido como um prazer racional. Na verdade ele era visto como incontrolável, algo que poderia resultar em um vício ou hábito compulsivo. As mulheres, naturalmente, acabavam sendo culpadas pelos “desejos masculinos”. No fim das contas, eles nem se despiam totalmente na hora do sexo.

Poligamia

poligamia

Em famílias nobres, além do incesto, a poligamia também era comum e admitida. Em uma mesma casa moravam sogras, irmãs, tias, primos e outros parentes. Ou seja, o sexo era liberado e muitas famílias não se importavam tanto assim com o que hoje seria chamado de “moralidade”.


Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: