Topo

Coisas bizarras dos filmes que também aconteceram na realidade

Comente

A vida imita a arte ou a arte imita a vida? Difícil dizer, até porque, assim como existem coisas contadas em filmes que são baseadas em histórias reais, existem outras que acontecem na ficção e são “repetidas” também na vida real. O que pode ilustrar isso são algumas histórias de coisas bizarras vistas em filmes e que aconteceram na realidade. A seguir você confere exemplos.

Histórias inusitadas da ficção que aconteceram na vida real

Presidiários reduzem pena com ganhando lutas

1-144-768x480

Os atores Arnold Schwarzenegger e Jennifer Lawrence já atuaram em filmes de Hollywood onde detentos eram forçados a lutar com intuito de divertirem os policiais, tudo sob a promessa de diminuição da pena no caso de vitória.

O filme “Felon”, estrelado por Val kilmer, seria baseado em história real que teria acontecido na Prisão Estadual da Califórnia, onde os policiais obrigavam detentos a lutarem entre si para se divertirem e fazerem apostas.

Na Pensilvânia, nos Estados Unidos, alguns guardas acabaram sendo presos por fazerem detentos lutarem em troca de comida, e em Oklahoma, nos Estados Unidos, um centro de detenção possuía clubes de luta. Já na Tailândia, um programa de apoio público prevê que os presos podem ter a redução da pena ao treinarem e lutarem em disputas de muay thai.

Transplante e suicídio

Transplante

No filme “Body Bags”, o personagem do ator Mark Hamil era um jogador de beisebol que recebeu o transplante de olho de um homem que matava mulheres e abusava sexualmente dos cadáveres e que após receber o transplante passou a ter as mesmas atitudes do assassino.

Na vida real, algo parecido teria acontecido na Carolina do Sul, nos Estados Unidos. Um homem que teria recebido transplante de coração de um suicida – outro homem, de 33 anos que deu um tiro na própria cabeça após ter sido abandonado pela esposa – acabou se matando pela mesma mulher.

Após a recuperação do transplante, em 1995, ele escreveu uma carta de agradecimento para a viúva do doador. Eles se aproximaram e se casaram, mas com o passar do tempo o casal teve uma crise financeira e de relacionamento e se separaram e ele acabou colocando uma arma na garganta, puxando o gatilho em seguida.

Leia também:

Chimpanzé criado como bebê humano é abandonado por cientista em gaiola

Chimpanzé criado por humanos

Uma comédia americana que contou com atuação do ex-presidente dos EUA, Ronald Reagan, um chimpanzé é criado como um bebê humano, mas depois acaba sendo vendido para uma faculdade para estudos científicos.

No “Planeta dos Macacos: A Origem”, o inteligente César é abandonado em um abrigo junto com outros macacos normais e acaba sendo maltratado. E pois bem, na década de 70, um psicólogo da Universidade de Columbia Herbert Terrace, teria decidido criar um chimpanzé bebê como membro de sua família, para ver se ele aprendia a se comunicar com linguagem gestual.

O nome do animal era Nim Chimpsky e ele conseguiu aprender mais de 120 sílabas, demonstrando que realmente entendia a linguagem e não apenas imitava os comandos. Quando o cientista se viu sem dinheiro para a pesquisa e Nim ficou agressivo por ter sido abandonado e se mudado várias vezes, o homem declarou o experimento um fracasso e mandou Nim para um centro de pesquisa de primatas em Oklahoma.

O primata, que até então só tinha vivido entre os seres humanos e se comunicava na linguagem humana, cresceu em uma casa foi colocando em uma jaula para viver com outros chimpanzés. Após um ano o laboratório foi fechado e Nim foi vendido para o laboratório da Universidade de Nova York, onde estavam em desenvolvimentos algumas pesquisas sobre tuberculose. Felizmente Nim teve um final “feliz”, já que acabou enviado para santuário animal, onde viveu por mais 19 anos.


Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: