Topo

4 casos bizarros de assassinato seguido de suicídio

Comente

A vida e a morte são cheias de mistério, por isso, é impossível saber ao certo o que se passa na cabeça de uma pessoa que decide dar fim à própria vida. E isso se torna ainda mais misterioso quando, antes do fatídico momento, a pessoa opta por assassinar outras pessoas. Por mais lamentável que isso seja, no entanto, a verdade é que existem muitos casos assim ao redor do mundo. A seguir você confere alguns dos mais bizarros.

Assassinados e suicídios bizarros ao redor do mundo

A mãe que se matou com seu filho após uma cirurgia plástica ruim

Mulher se suicida após plástica mal sucedida

Em 2016, uma mulher tirou a própria vida e a de seu filho depois de uma cirurgia plástica mal sucedida no nariz. Aos 33 anos, ela fez uma rinoplastia que não saiu como o planejado, de modo que quando sorria ficava com as narinas abertas.

Veja também:

A cirurgia foi um dos motivos para o fim de seu casamento e consequentemente outros problemas que a levaram à depressão. Mesmo ela tendo começado a namorar novamente, ela temia que seu ex tomasse a guarda de seu filho, Gleb. Em um momento de desespero ela saltou para a morte do apartamento no nono andar de seus pais na cidade siberiana de Omsk, segurando o menino em seus braços

O bebê que sobreviveu a uma bala no peito

Bebê sobreviveu à bala no peito

Um casal argentino descobriu que o mundo poderia acabar devido ao aquecimento global. Em momento de desespero eles acreditaram que o melhor a fazer para se proteger era tirar suas vidas e a de seus filhos. Eles atiraram no peito do filho de dois anos de idade e na filha de sete meses, depois atiraram neles próprios na cabeça.

Após três dias a polícia apareceu devido à queixa de um vizinho, que reclamou de um odor ruim vindo do apartamento vizinho. Os policiais encontraram os corpos dos pais e da criança de dois anos, mas o bebê de sete meses estava vivo com um tiro no peito e sem comer e beber por três dias.

O pai que raptou e matou seus filhos

Pai que sequestrou e matou os próprios filhos

Em novembro de 2016, um homem atirou em seus filhos e depois se suicidou. Um alerta foi emitido, após ele ter sequestrado os próprios filhos de cinco e quatro anos. A polícia o seguiu até um parque em um subúrbio de St Louis, mas quando se aproximou o homem atirou em seus filhos e em si mesmo. Cadenbach já era procurado pela polícia em um mandado de prisão de US $ 100.000 por violência doméstica.

Bebê que sobreviveu ao transplante tem fim trágico com a família

4 casos bizarros de assassinato seguido de suicídio

Uma garotinha que encontrou dificuldades na vida quando ainda estava no ventre de sua mãe também teve fim trágico. A pequena foi diagnosticada com defeito cardíaco e após seis dias de seu nascimento ela passou por um transplante e várias doses de medicações diárias. Felizmente a pequena ganhou a batalha virando notícia no jornal local sobre sua luta e vitória, porém, em agosto de 2016 tudo mudou.

Dois anos depois de desafiar a morte, a polícia encontrou a criança e seus dois irmãos mais velhos de oito e cinco anos mortos na sala de sua casa na Pensilvânia. Juntos deles estavam seus pais, Megan e Mark, também mortos. Não ficou claro se Mark ou Megan tinha sido responsável por matar toda família.




Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: