Topo

Sem atuar a mais de dois anos, Neuza Borges é ajudada por Bruna Marquezine

Comente

Uma das matérias que mais chamaram a atenção dos fãs da telinha nesse final de semana foi a que deu conta de que a atriz Neuza Borges estaria enfrentando dificuldades financeiras, ela está há mais de dois anos desempregada.

As notícias acerca das dificuldades vividas pela atriz vieram à tona graças a uma entrevista concedida por ela ao jornal “Extra”, nas declarações ela não se envergonha de dizer que o que a tem livrado de passar fome é o apoio recebido de dona “Neide” e de sua filha, Bruna Marquezine.

Sem atuar a mais de dois anos, Neuza Borges é ajudada por Bruna Marquezine

neuza-borges-recebe-ajuda-de-bruna-marquezine

Sem oportunidade para viver novos personagens na telinha nos últimos dois anos, e sem conseguir trabalho mesmo depois de ir em canais de TV expor sua situação, a solução encontrada por Neuza Borges, segundo ela própria diz, foi abrir um Brechó. Foi aí que a ajuda de Bruna Marquezine e sua mãe fizeram a diferença.

Sensibilizadas com a situação vivida pela atriz, Marquezine e sua mãe decidiram doar uma grande quantidade de roupas para que a Neuza conseguisse viabilizar a abertura do negócio. “Se não fosse a Bruna Marquezine e a mãe dela, eu estaria passando fome. Sou muito grata a tudo que ela fez por mim”, declarou a atriz.

Leia também:

Durante a entrevista, Neuza define os produtos e o público de seu empreendimento. ‘São roupas boas, seminovas, nada de quinquilharias… E a preço de banana. Uma peça que custa R$ 2 mil na loja, aqui eu vendo por R$ 250. A loja faz mais sucesso com os turistas”, afirma.

Há alguns anos, após sofrer um acidente, a atriz foi indenizada em R$ 700 mil pela escola Unidos da Tijuca. Segundo notícias publicadas na web, o dinheiro foi usado pela atriz para sair do aluguel, investindo na compra de um apartamento em Salvador, onde hoje mora juntamente com sua filha.

Apesar de estar conseguindo sobreviver com o rendimento da loja na atualidade, a atriz usou a entrevista para lamentar o fato de não conseguir oportunidades na telinha.

“O que eu recebo com as vendas, não chega perto do salário que eu ganho quando faço uma novela, mas, graças a Deus, está dando para sobreviver. Eu queria muito trabalhar, fazer novelas, mas é muito difícil nesse país escreverem personagens para pessoas negras da minha idade”, comentou ela.


Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: