Topo

Glândulas de Tyson (bolinhas no pênis) são confundidas com DST's

2.80 / 5 - 10
Comente

Mesmo em tempos de inclusão digital e acesso à informação extremamente facilitado, é bastante comum encontrar pessoas leigas e equivocadas sobre alguns assuntos relacionados à saúde. Um dos erros mais comuns nesse sentido, é confundir as glândulas de Tyson, com doenças sexualmente transmissíveis, na sequência você entende melhor a esse respeito.

Glândulas de Tyson (bolinhas no pênis) são confundidas com DST’s

glandulas-de-tyson-sao-confundidas-com-dst

As Glândulas de Tyson são uma espécie de pequenas estruturas que surgem pênis, mais especificamente entre a glande e o prepúcio. Essas glândulas costumam ser parecidas com espinhas esbranquiçadas, e todos os homens possuem esse tipo de glândula, mesmo que alguns desconheçam.

A causa pela qual muitos homens desconhecem a existência das Glândulas de Tyson, é que, geralmente essas estruturas são muito discretas, beirando o imperceptível, entretanto, em cerca de  8 a 12% dos homens, essas glândulas são hipertrofiadas, ou podem aumentar de tamanho sem nenhuma causa aparente. Por não ser algo muito comum, quando esse tipo de aumento ocorre, muitos garotos leigos acabam acreditando se tratar de uma DST, o que na verdade não é.

Aspecto das Glândulas de Tyson quando aumentam

Quando as “Glândulas de Tyson” começam a aumentar, elas passam a ter a aparência de verrugas, o que acaba geralmente aumentando ainda mais o pânico da ala masculina, levando muitos homens a associar a ocorrência com as verrugas decorrentes de uma DST.

A função da Glândula de Tyson

A função dessa glândula no órgão genital masculino é manter a lubrificação natural, através de uma substância excretada por elas. O acumulo do sebo que as glândulas produzem dá origem ao esmegma, que é aquela secreção esbranquiçada que por vezes se acumula no pênis. O nome dessa glândula foi dado em homenagem ao primeiro cientista a descrevê-la em 1694, Edward Tyson.

Leia também:

Outras informações sobre as Glândulas de Tyson

As Glândulas de Tyson podem surgir ainda na adolescência, algo bastante comum e que leva os garotos a confundirem frequentemente com algum efeito colateral da masturbação, visto que é também nessa fase que a maioria descobre a prática. Vale ressaltar também que, durante a ereção, as Glândulas de Tyson, podem também parecer ainda maiores.

Riscos das glândulas de Tyson

Mesmo que as Glândulas de Tyson estejam aumentadas, não são consideradas anomalias, mas sim uma variante anatômica normal e que não apresenta nenhum risco, dispensando portanto, a necessidade de tratamento.

Apesar de não ser considerada uma doença ou anomalia, o fato é que a a aparência das glândulas, principalmente quando aumentadas, incomoda em muito e, por isso, alguns homens acabam buscando métodos alternativos a fim de eliminá-las, o que por vezes acaba colocando em xeque a saúde do indivíduo.

De acordo com uma matéria publicada pelo portal UOL, um vestibulando de Fortaleza, no Ceará, chamado Elias, (que por motivo de segurança não quis identificar seu segundo nome), seguiu as orientações de um blog encontrado na internet e decepou suas glândulas com uma tesoura, ele relatou que tinha vergonha das mesmas, e que tinha cerca de sete delas, entretanto, o jovem admitiu que ao seguir o procedimento sentiu muito medo de infecções, além de muita dor.

Por vergonha e falta de maturidade, o jovem Elias ainda não teve coragem de fazer uma consulta com um urologista para relatar o que fez e fazer um exame para saber se está tudo bem com seu órgão genital, o que se traduz em um risco ainda maior para sua saúde sexual.

Procedimento estético correto

Mesmo não causando nenhum problema fisiológico, as Glândulas de Tyson podem ser retiradas por motivo de estética, visto que elas costumam trazer preocupação e vergonha para muitos homens na hora do sexo, entretanto, alguns médicos ressaltam que cada caso é um caso, sendo necessária uma avaliação para verificar qual melhor procedimento a ser realizado. Em alguns casos o paciente pode ficar com cicatrizes aparentes, tornando assim desnecessária a cirurgia do ponto de vista estético.

Os urologistas relatam que os homens, na maioria das vezes, procuram os médicos depois de conviver por muito tempo com o problema, tendo já criado por vezes um problema psicológico enorme que inclusive, pode acarretar em problemas de disfunção erétil, unicamente por não ter informações suficientes a respeito do problema.

De acordo com especialistas, o melhor que o homem tem a fazer ao se deparar com as glândulas é procurar um profissional médico qualificado para que este possa indicar o melhor tratamento a fim de amenizar os problemas. Em situações em que as cirurgias são inviáveis, é importante que o homem se conscientize de que se trata de algo comum, e totalmente passivo de adaptação.



Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: