Topo

Enxaqueca x Dor de Cabeça: Qual é a diferença?

Comente

Algo bastante comum em um grande número de pessoas é sentir dores de cabeça, de modo que para muitas delas esse sintoma acaba se tornando parte da rotina, sendo geralmente acompanhada da automedicação que pode ser um risco ainda maior à saúde.

Apesar das dores na cabeça, como já mencionado, serem sintomas até certo ponto tidos como comuns, existem diferenças substanciais entre enxaquecas e dores de cabeça que a maioria das pessoas desconhecem, mostraremos algumas dessas diferenças na sequência.

Enxaqueca x Dor de Cabeça: Qual é a diferença?

diferenca-enxaqueca-e-dor-de-cabeca

Enxaqueca

As crises de enxaqueca são dores continuas e latejantes que podem ocorrer tanto na parte da frente quanto nas laterais da testa.

Principais sintomas da enxaqueca

Os principais sintomas da enxaqueca são: Dores fortes e contínuas, podendo por vezes piorar com atividades rotineiras, barulho, determinados cheiros e até mesmo a luz. Os sintomas podem durar entre 4 e 72 horas caso não seja tratada de maneira correta.

Tratamento para enxaqueca

Os tratamentos com medicamentos devem se dar apenas com prescrição médica, pois se faz necessária uma combinação de remédios. Uma opção para amenizar o problema é praticar exercícios físicos, outra dica útil em momentos de crise é deitar em um local tranqüilo, fazer uma compressa de gelo e colocar sobre o local da dor, repousando por 2 horas.

Dor de cabeça

A dor de cabeça é mais fácil de identificar, pois ela é passageira. Pode ser causada por, estresse, TPM, gripe, sinusite, fome e até mesmo tumor cerebral, o que nesse caso é chamado de dor secundaria.

Sintomas da dor de cabeça

A dor de cabeça pode surgir em qualquer parte da cabeça, podendo se dar tanto na nuca, quanto próximo aos olhos e testa, a intensidade da dor é de leve a moderada, durando geralmente apenas algumas horas em situações isoladas.

Tratamento para dor de cabeça

O melhor a se fazer é consultar um médico especialista, pois é ele quem será capaz de diagnosticar a origem do problema para proceder com o tratamento mais adequado ao caso.


Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: