Topo

Conheça 5 'Smart Drugs", conhecidas como drogas da inteligência

Comente

As drogas inteligentes (Nootrópicos) nada mais são do que compostos que aumentam a função cerebral. Elas estão se tornando uma maneira popular de dar a sua mente um impulso extra. Estes medicamento vem sendo utilizados como potenciadores cognitivos desde então.

O problema com o uso de um termo geral como "nootrópicos" é que você projeta todos os tipos de substâncias nessa definição. Tecnicamente, você poderia argumentar que a cafeína e a cocaína são ambos nootrópicos, mas eles são quase iguais. Com tantas maneiras de melhorar a sua função cerebral, muitas das quais têm riscos significativos, é mais valioso olhar para nootrópicos caso a caso.

Os nootrópicos são, então, drogas que tem afinidade pelo cérebro. Só que mais que isso: para uma droga ser nootrópica, ela deve seguir alguns critérios. Segundo o doutor Giurgea, o nootrópico deve melhorar a memória e o aprendizado, mas sem ter efeitos colaterais significativos ou causar dependência. Isso significa que as smart drugs como Ritalina, Venvanse e Stavigile ficam de fora da lista dos nootrópicos.

Veja também:

Conheça alguns medicamentos que fazem parte dessa lista.*

Conheça 5 'Smart Drugs

1. Piracetam (Nootropil) + colina (lecitina de soja)

Essa é uma das combinações mais famosas no mundo dos nootrópicos. O piracetam é o princípio ativo do remédio Nootropil, um tarja vermelha por vezes indicado para o mal de Alzheimer e para "melhorar as capacidades de cognitivas de idosos em declínio intelectual". Mas como será que o piracetam age num cérebro que está funcionando normalmente? Além de recuperar os cérebro doentes, será que o piracetam pode melhorar os saudáveis?

Pessoas que utilizam a droga relatam que, além da capacidade visual mais aguçada (as cores pareciam mais vivas), perceberam que tinham mais facilidade para se expressar. Conversar com outras pessoas se tornou mais agradável - o que pode ser bastante útil para quem tem dificuldade em socializar. Nas redações, foi algo bem perceptível: as palavras pareciam fluir mais facilmente.

2. Cafeína + l-teanina

Outra combinação bastante utilizada no mundo dos nootrópicos é a de cafeína com l-teanina. Com a ajuda de uma dose de cafeína em torno dos 150 mg, é possível eliminar a fadiga mental e ler páginas e páginas de livros didáticos sem perder o interesse. O problema da cafeína, porém, é que ela pode o tornar estimulado demais, com efeitos como mãos trêmulas, ansiedade, aumento dos batimentos cardíacos. Em vez de ajudar a estudar, isso pode tirar o  foco.

E é aí que entra a l-teanina, um aminoácido encontrado naturalmente no chá verde. Ao usar a l-teanina em doses maiores, como 200mg, ocorre um efeito muito interessante: ela é capaz de "relaxar a mente", deixar mais calmo, mas sem induzir a sonolência. Pelo contrário: a l-teanina ajuda a concentrar. Isso pode ser porque a l-teanina estimula um aumento da frequência das ondas alfa no cérebro. Ocorre que a cafeína e a l-teanina tem grande sinergia - isto é, elas fazem um verdadeiro "trabalho em equipe", produzindo um efeito melhor do que se fossem tomadas isoladamente.

3. Sulbutiamina (Arcalion)

A sulbutiamina é usada para tratar fadiga, mas estudos científicos já mostram que ela também pode aumentar a memória. Enquanto a tiamina ou vitamina B1 (que é fundamental para o bom funcionamento do sistema nervoso) é hidrossolúvel, a sulbutiamina é lipossolúvel. Essa característica faz com que a sulbutiamina consiga chegar ao cérebro com maior facilidade.

Tomar sulbutiamina pode trazer um resultado imediato nos níveis de energia  e na capacidade de manter a concentração. A sulbutiamina costuma aniquilar os sintomas da privação de sono e ainda melhorar o humor consideravelmente.

4. Vimpocetina (Vicog) x Ginkgo Biloba

Além de melhorar o fluxo sanguíneo em direção ao cérebro, a vimpocetina é capaz de aumentar a dopamina e a noradrenalina (o que levaria ao aumento da atenção e da motivação). A bula também diz que ela é capaz de aumentar a memória.

O Ginkgo Biloba pode ser considerado um vasodilatador muito mais eficiente para quem busca aumentar a cognição (e, a longo prazo, a memória). Com o Ginkgo, há uma melhora imediata na capacidade de concentração e experimento maior clareza mental.

5. 5-HTP

Um aspecto que não pode ser negligenciado quando se quer aumentar as capacidades cerebrais é o sono. Dormir é fundamental para consolidar a formação de memórias e recuperar o cérebro. E nada é pior para a concentração e o humor do dia seguinte do que uma noite de sono ruim.

O suplemento 5-HTP (5 hidroxi-triptofano) contribui para acordar mais relaxado e disposto depois de uma boa noite de sono. Trata-se de um precursor do neurotransmissor serotonina (por vezes chamado de neurotransmissor da felicidade e do bom humor). Ocorre que o 5-HTP não funciona bem para todos. Ele é mais indicado para indivíduos com serotonina baixa e dopamina muito alta. Assim, ele corrige essa balança.

*Lembrando que nenhum medicamento deve ser usado sem orientação médica e que os medicamentos citados nesta matéria devem ser utilizados através de prescrição médica.


Comentários (3) Postar um Comentário

ROBERTOCRRT comentou:

USO PIRACETA + GINKGO

ROBERTOCRRT comentou:

uso 1 piracetam de 400 mg + 120 mg de ginkgo pela manhã!

ROBERTOCRRT comentou:

ao dormir 1 ou 2 valeriana de 50 mg!


Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: