Durante seu discurso, Flores diz que Joca atentou contra sua vida. - Resumo Ribeirão do Tempo

Capítulo de 17/01/2018

Comente

Jairo e seus agentes conduzem o detetive até a delegacia. Filomena se despede de Tito.

Sentida, ela diz que ficará hospedada no Solar. Filó se despede de todos da pousada antes de sair.

Romeu propõe um brinde e Alfredo corteja Léia novamente, que fica constrangida. Elza chega esbaforida e diz que Joca foi preso.

Léia desmaia no mesmo instante. Marta se desespera com a falta de notícias sobre Sereno.

Joca é escoltado até a delegacia. Ajuricaba acredita que finalmente os agentes federais deixarão a cidade.

Durante a reunião, Teixeira conta que queimou um documento deixado por Durrel, onde indicava Arminda como sua sucessora na presidência internacional da empresa. Jairo começa a interrogar Joca.

O agente federal não acredita nas palavras do detetive e começa a se irritar. Arminda fica possessa ao pensar na atitude de Teixeira.

Claudel avisa que a diretoria na Europa já tinha tomado a mesma decisão, logo a atitude do advogado não faz diferença. Nicolau e Karina ficam preocupados ao ouvirem o relato de Flores, sobre a gravação de sua conversa.

Marisa liga para Arminda e conta que Joca foi levado pela polícia. Flores diz para Ajuricaba que Sereno está envolvido no suposto plano terrorista.

O hacker entrega o gravador para Marta. Jairo não deixa que Ventania converse com Joca e decide levar o detetive para Brasília.

Marta leva o gravador para a delegacia.






Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!