Dia de Finados Ii

Essa mensagem já foi acessada por 3138 pessoas.

Comente

Solene dia do ano em que nossos pensamentos se voltam completamente para os que partiram:
Amigos, parentes, conhecidos... todos!
A morte é o eco da vida. Após a morte, nossas palavras e ações ecoarão por toda eternidade. Não é ainda o fim de tudo.
Se é a paralização definitiva dos nossos movimentos, não é o fim de tudo.
Talvez seja apenas o começo de um nova vida para nossas almas.
Hoje rememoramos nossos entes queridos. A visita ao cemintério não passa de um preito material de fidelidade póstuma que dedicamos aos que partiram, cada um a sua maneira:uma vela, uma rosa, uma lágrima... mas sempre traduzindo a imensa saudade de quem partiu para nunca mais voltar.
Uma partida dolorosa que deixa sempre marcas profundas e inapagáveis nos corações de quem fica.
A princípio, prantos inconformados, o vazio, a saudade!
Depois o consolo, na esperança de que haverá um reencontro; porque na verdade, eles nasceram para a vida eterna...
Hoje é um dia de lembranças, saudades, lágrimas e preces.
Portanto, rezemos pelos que partiram,pelos que cumpriram suas tarefas na terra, pelos que ficaram e choraram amargamente a ausência de um ente querido, pelo sofrimento mudo dos pais, pelas dores pungentes dos corações extremados e sofridos das mães, pela solidão imensa dos irmãos, nossa prece mais sincera, no acaso de um dia em que recordamos o fim da vida terrena que é sempre igual:triste, saudoso...mas inevitável.

Efigenia Candida da Costa









Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!