Letra da Música: Calm Like A Bomb (Tradução) - Rage Against The Machine

Esse letra de Rage Against The Machine já foi acessado por 1008 pessoas.

Comente

A música Calm Like A Bomb fez muito sucesso quando foi gravada por Rage Against The Machine. Que tal aprender a tocar outras músicas? Veja cifras de Rage Against The Machine e toque as músicas que mais gosta no violão ou guitarra.

Veja também o vídeo da música tocada.


Sinta O Estrondo

Eu estou andando, Deus, como um cão
Minha narrativa sem medo
Minha guerra verbal volta a queimar
Como lar Baldwin de Paris
Como ferro de uma fornalha
Eu nasci sem terra
Sim, isto é um filho nativo
Nascido nas armas de Zapata
Pesseie pelas cabanas
E pelas cidades restantes
Mesmos corpos enterrados famintos
Mas com sobrenomes diferentes
Estes abutres roubam tudo
Não deixam nada além de correntes
Selecione um ponto do globo
Sim, a foto é a mesma
Há um banco, uma igreja, um poder e um carro funerário
Uma alameda e um empréstimo, uma criança morta ao nascer
Há um papagaio de viuva de porco
Um rebelde para domesticar
Um juiz da "branquitude"
Uma seringa e uma veia
E o caos é a rima do inaudito

O que você disse? O que você disse? O que você disse? O que?! (4X)

Calmo como uma bomba! (2X)

Isto não é subliminar
Sinta a aproximação crítica da massa no horizonte
O pulsar do condenado
Tocando a morte da América
O rock anti-poder que chacoalha
Sim, eu cuspo fogo
A esperança mente no fumegar dos escombros dos impérios
Volte pelas cabanas e pelas cidades restantes
Os mesmos corpos enterrados famintos
Mas com diferentes sobrenomes
Os abutres roubam todos
Não deixam nada além de correntes
Selecione um ponto aqui em casa
E a foto é a mesma
Há um campo cheio de escravos
Algum milho e alguma dívida
Há uma vala plena de corpos
O cheque para o aluguel
Há uma torneira, o fone, o silêncio das pedras
A tela preta entorpecida
Isto é sentido com um lar
E o caos é a rima do inaudito

O que você disse? O que você disse? O que você disse? O que?! (4X)

Calmo como uma bomba! (2X)

Há uma massa sem tetos
Há Uma prisão a encher
Há a alma dum país que lê mensagens, não contas
Há uma greve e uma barreira policial fora do moínho
Há o direito de obedecer
E há o direito de matar.


Quer fazer uma correção nesta letra?







    Comentários (0) Postar um Comentário

    Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!