Letra da Música: Teia de Renda - Milton Nascimento

Esse letra de Milton Nascimento já foi acessado por 194 pessoas.

Comente

A música Teia de Renda fez muito sucesso quando foi gravada por Milton Nascimento. Que tal aprender a tocar outras músicas? Veja cifras de Milton Nascimento e toque as músicas que mais gosta no violão ou guitarra.

Veja também o vídeo da música tocada.


De mil canteiros de ilusões
Brotam desejos que já vivi
Já conversados, já tão sentidos
Campos de força, tempos atrás

Em meu destino o que restou
Marca profunda de muito amor
Tão procurada, iluminda
Essa loucura que me abraçou

O que se deu, que se trocou
Quanta verdade a se entrelaçar
Que se sofreu, o que se andou
Quase ninguém nos acompanhou

O que me cerca, onde hoje estou
Numa saudade sem tempo e fim
Acomodada, gente parada
Teia de renda que me cercou

Eu não aceito o que se faz
Negar a luz fingindo que é paz
A vida é hoje, o sol é sempre
Se já conheço eu quero é mais

O que se andar, o que crescer
Se já conheço eu quero é mais

Eu não aceito o que se faz
Negar a luz fingindo que é paz
A vida é hoje, o sol é sempre
Se já conheço eu quero é mais

O que se andar, o que crescer
Se já conheço eu quero é mais


Quer fazer uma correção nesta letra?








    Comentários (0) Postar um Comentário

    Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!