Letra da Música: Samba Enredo 2003Um banho da Natureza. Cachoeiras de Macacu - G.R.E.S. Estácio de Sá (RJ)

Esse letra de G.R.E.S. Estácio de Sá (RJ) já foi acessado por 215 pessoas.

Comente

Sou Estácio, chuê, chuá
Vou dar um banho de alegria
Sapucaí vai balançar
Ó mãe natureza, abençoada pelo criador
Até o malfeitor se encantou com tanta beleza
Cadê meu pau-brasil?
Ciclo da cana e ouro, ninguém viu
O comércio alavancou
As riquezas do país

Os índios guerreiros, os donos da terra
Foram escravizados
Perderam a crença, perderam a guerra
Perderam o seu Eldorado

O progresso aqui chegou
Com a corte e a realeza
A Leopoldina inaugurou
Sigam "Caminho do Imperador"
Quem cultivou café
A fauna e a flora de belezas naturais
Agora... alguém me viu
Sou jóia rara
Da coroa do Brasil

Samba, suor e cerveja
Um batuque na mesa,
"Schindô"
Onde o céu é mais azul
Em Cachoeiras de Macacu

Quer fazer uma correção nesta letra?







    Comentários (0) Postar um Comentário

    Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!