Cifra da música: Sete vezes mais - Ministério Apascentar de Nova Iguaçu - Gospel

Esse cifra de Ministério Apascentar de Nova Iguaçu - Gospel já foi acessado por 1970 pessoas.

Comente

Veja também o vídeo da música tocada.


[INT] ->	F  F4  C   F  F4  C 
 
  F               F4        C   F              F4    C   C#º
Quando a videira brotar e no campo o trigo crescer 
 	    Dm7  Am7               Bb    F/A 
E a fonte das águas correrem dos montes 
      Gm          F/A    C   
Chegou a restituição 
 F            F4           C    F      F4       C   C#° 
Quando a chuva descer e o deserto florescer 
                   Dm7    Am7                  Bb    F/A 
E quando se ouvir então a voz dos que cantam 
     Gm          F/A   C 
Chegou a restituição 
 
C#             Eb               Cm    C#          Eb       F4      F 
Os meus celeiros transbordarão da provisão do Senhor 
C#        Eb          Cm         C#  Bb/C  Bbm  G#/C       Eb              G# 
O gafanhoto não mais consumirá                  o que o Senhor restituiu 
 
      G#/C     C#                         /E    /Eb   /C# 
Os céus se abrem a chuva de Deus chegou 
       G#       G#/C        C# 
Trazendo sete vezes mais 
           Eb		   G# 
Do que o devorador roubou 
   
      G#/C     C#                         /E    /Eb   /C# 
Os céus se abrem a chuva de Deus chegou 
      G#       G#/C        C# 
Trazendo sete vezes mais 
      F#       C     (1° vez:  F  F4  C introd...)    (2° vez:  Am) 
De restituição 
 
Solo: / Dm  Bb  C / Dm  Bb  Dm  C / Dm  Eb  Gm  Am  C  C  C  C#  
( os meu celeiros.......) 
     G#       G#/C                  C# 
Sete vezes mais, sete vezes mais 
      Eb 
Do que o devorador roubou 
 
                    G#       G#/C                  C# 
FINAL:           Sete vezes mais, sete vezes mais


Quer fazer uma correção nesta cifra?








    Comentários (1) Postar um Comentário

    zenildaalves comentou:

    Deus NUNCA prometeu devolver sete vezes nada!!!
    Deus disse, através do Rei Salomão, em Provérbios 6:30-31: "não se injuria (insulta, ofende) o LADRÃO, quando FURTA para saciar-se, tendo FOME. E se for achado pagará o tanto (que roubou) SETE VEZES; terá de dar todos os bens da sua casa".
    Esses versículos simplesmente falam, e de modo claro, que se um ladrão (NÃO É SATANÁS, nem INIMIGO!!! É ladrão mesmo!) for pego, posteriormente ao seu furto (ato de roubar sem a outra pessoa estar presente), ele deve restituir o que roubou SETE VEZES! Nada mais que isso. Simples assim!
    Não existe nada de profético nessa palavra. Apenas uma orientação de Deus sobre a transgressão da Lei com relação ao furto. Aquele que furta torna-se culpado mesmo roubando para comer. E só isso que Deus está dizendo!
    O interessante é que, após falar do furto, o texto (Salomão) volta para o adultério (Provérbios 6:32-35). Se o ladrão que rouba por fome deve ser castigado, quanto mais será castigado o que rouba a dignidade de uma pessoa, e provoca um dano moral irreparável (no caso, o adultério)! Os dois pecados têm, na verdade, certa semelhança. Em ambos os casos alguém está ilicitamente tomando o que pertence a outra pessoa. Mas uma diferença crucial entre o furto e o adultério, se encontra no fato de que o primeiro pecado diz respeito apenas à perda de um objeto, enquanto o último diz respeito a perda de algo muito maior!
    E se "devolver sete vezes mais" estiver se referindo a restituição que Deus promete em Joel 2:12-27, especialmente no versículo 25, Deus NUNCA prometeu devolver SETE VEZES MAIS o que foi perdido. Apenas disse que irá RESTITUIR. Não diz quanto.
    "O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o CONHECIMENTO..." (Oséias 4:6).