Topo

Líderes insanos que você nem acredita que existiram

Comente

Reza a lenda que, por trás de homens poderosos do passado existem algumas histórias sombrias, seja para manter ou até mesmo chegar no poder.

Isso porque, em tese, antigamente os líderes recebiam o poder baseado em sua linha de sangue, sem nem contar com a vontade do povo, por isso muitas nações ficaram sob ordens de homens um tanto quanto insanos, que deixaram rastros de loucuras ao longo da história. Conheça a seguir alguns lideres insanos e as loucuras que já fizeram enquanto estava no poder.

Líderes com atitudes inusitadas ao longo da história

Justino II

Líderes com atitudes inusitadas ao longo da história Justino II

Até onde se sabe, Justino II sofria com fortes transtornos mentais, e na época não se tinha conhecimento do que era e nem o tipo de tratamento, isso durante o século 6, época em que ele foi o comandante do Império Bizantino.

Veja também:

Ele entrou para história como um líder ruim, pois perdeu grande parte do território italiano para a Pérsia. Como se não fosse o bastante, em sua vida privada as coisas eram muito bizarras, pois durante seus momentos de loucura, Justino II afirmava ouvir vozes e até se escondia embaixo da cama para “escapar” delas.

De acordo com registros históricos, a única forma de mantê-lo calmo era tocando músicas em um órgão por todo o palácio. Além de ouvir vozes, também há rumores de que atacava quem passasse no seu caminho, agredindo e mordendo a vítima, principalmente na cabeça.

Para impedir de cometer tais loucuras, seus servos tinham de entretê-lo, e a única forma de fazer isso era colocando o imperador em um trono com rodas e o levando para correr a toda velocidade pelo palácio.

Carlos VI

Líderes com atitudes inusitadas ao longo da história Carlos VI

Carlos VI governou a França, de 1380, quando tinha 12 anos, a 1422, quando morreu. De acordo com a história, certa vez, Carlos VI atacou e matou membros da própria tropa, sem nenhum motivo aparente, durante uma caçada a um suspeito.

O líder foi detido pelos soldados que restaram e levado ao castelo. Obviamente ele também sofria com problemas mentais, e estava sob forte stress. Mas o mais bizarro de sua história é que ele corria pelo castelo uivando para as pessoas, como se fosse um lobo.

E também não podiam tocar nele, pois ele afirmava que era “feito de vidro e poderia se quebrar”. Além disso tinha momentos de esquecimento em que não se lembrava nem do próprio nome e nem que ocupava o cargo mais importante da França.

Cristiano VII

Líderes com atitudes inusitadas ao longo da história Cristiano VII

Quando Cristiano VII assumiu o trono em 1776, seus súditos já o viam como louco, pois muitas vezes sem nenhum motivo ele passava a dar tapas na cara das pessoas com quem estava conversando. Porém, durante seu reinado veio a público outro problema bizarro dele, ele passou a ter uma grande fascinação pelo próprio pênis.

A masturbação passou a fazer parte de sua vida, tanto que acabou afetando os seus deveres enquanto líder da nação. Os médicos de Cristiano acreditavam que o hábito poderia fazer mal a saúde, deixando-o estéril entre outros problemas.

Imperador Zhengde

Líderes com atitudes inusitadas ao longo da história Imperador Zhengde

Zhengde era um lider que preferia viver no mundo da fantasia a governar seu gigantesco império. Por viver em um mundo de faz de contas, ele chegou a se passar por general e, com um exército vestido de seda, invadia festas. Ele também chegou a construir parte de uma cidade falsa no jardim do império, na qual ele fingia ser um lojista.

Outro momento de loucura foi criar um alter ego, com o nome de Zhu Shou, em que ele simplesmente ordenava incursões sem utilidade. Seus governadores tinham que fingir que não estavam falando com o imperador em pessoa usando uma peruca.

A explicação dessa loucura, pode ser pelo fato de que ele assumiu a posição de líder da China quando tinha somente 14 anos de idade. O mundo de faz de conta de Zhengde”, segundo relatos, durou pelo menos uma década e meia. Assim como sua vida sua morte também foi bizarra, em uma viagem de pesca, ele ficou muito bêbado, caiu do barco em que estava e se afogou.

Faruk

Líderes insanos que você nem acredita que existiram

O último rei do Egito, Faruk, sofria com cleptomania, porém, essa não foi a característica mais marcante de seu governo, a coisa passou a ser a mais bizarra quando ele roubou um relógio de Winston Churchill. Segundo ele, ele encontrou o objeto perdido em algum lugar, mas na verdade havia retirado do bolso do britânico.

O rei Faruk teve problemas relacionados ao seu nome. No início de seu governo, ele se destacou pelo excesso de festas e jogos de azar. Chegou a pesar quase 140 kg e, de acordo com sua irmã, tomava 30 garrafas de refrigerante por dia e comia caviar direto do pote, o que acabou gerando o apelido de “estômago com cabeça”.

Certa vez, o egípcio foi ao zoológico do Cairo, e como diversão atirou e matou todos os leões que estavam nas suas jaulas, o motivo para tal brutalidade foi um pesadelo em que os animais apareciam o atacando. Mas isso não foi o bastante, Faruk também ganhou fama como o único líder de uma nação que agradeceu a Hitler por ter invadido seus domínios.

Unicamente por não gostar das forças inglesas que estavam ocupando o seu país e acreditava que os nazistas eram superiores. Como um fim épico para seu mandato, quando ele foi deposto, houve um levantamento de seu tesouro e foi encontrado toneladas de moedas, truques de mágica, selos e a maior coleção de pornografia que o mundo já viu.




Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!

Oi, Bem-vindo!

Acesse agora, navegue e crie sua listas de favoritos.

Entrar com facebook Criar uma conta gratuita 
Já tem uma conta? Acesse agora: