Tratamento Intensivo

Essa piada já foi acessada por 3391 pessoas.

5.00 / 5 - 1
Comente

Rodolfo era um rapaz pobre e muito ambicioso que tentando conquistar Magnólia Albuquerque Magalhães de Almeida Figueiredo, a filha do seu patrão, que era solteirona e criada em colégio interno, convidou-a para jantar num restaurante sofisticado.

Lá chegando pediu para ver a carta de vinhos, para impressionar a moça e como entrada pediu uma sopa de mariscos.

A conversa estava animada e Rodolfo já sentia masi confiante.

Quando o garçon trouxe a entrada, ambos notaram que ele tinha um dedo mergulhado na sopa.

Vendo o olhar horrorizada da moça, Rodolfo disse educadamente ao garçon:

- Por favor, nós mudamos de idéia, poderia substituir essa entrada por creme de aspargos.

O garçon polidamente respondeu:

- Claro, senhor, como preferir.

Passado o constrangimento, Rodolfo voltou a conversar com Magnólia normalmente.

Quando o garçon volta da cozinha novamente com o dedo enfiado na tigela.

Magnólia ficou ruborizada.

Rodolfo tentando demonstrar diplomacia, falou para o garçon:

- Por obséquio, nós mudamos de idéia, pode suspender a entrada e trazer fondue de queijo.

Ao que o garçon retrucou:

- Claro, senhor, estamos aqui para bem serví-lo.

Rodolfo tenta de novo envolver a moça.

Então o garçon volta da cozinha com o dedo mergulhado na panela.

Nessa hora, Magnólia empalideceu.

Rodolfo, já levantando a voz, perguntou ao garçon:

- O senhor não está percebendo que estamos trocando os pedidos, porque você está sempre colocando o dedo na comida.

O garçon demonstrando calma, respondeu:

- Cavalheiro, eu estou apenas seguindo o tratamento intensivo indicado pelo médico.

- Como assim? perguntou Rodolfo, já perdendo a paciência.

- É que estou com uma infecção no dedo e o médico recomendou que eu o mantivesse sempre num lugar quente, disse o garçon.

Rodolfo então exasperou-se e gritou:

- Escuta aqui, seu filho da puta, eu trouxe essa mina pra jantar, estou gastando uma nota preta e você quer me fuder, se você quer um lugar quente, porque não enfia esse dedo no cu!

Ao que o garçon retrucou:

- É o que eu estou fazendo na cozinha, mas no salão o gerente me proibiu.






Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!