Na Proa de um Navio!

Essa mensagem já foi acessada por 4416 pessoas.

2.00 / 5 - 1
Comente

Sonhei!

Sonhei de forma intensa!
Daqueles sonhos que calam as palavras
O sonho da verdade
E que faz arrepiar a alma!
Pus o sonho na proa de um navio
Que por ali passava
E o navio se afastava... se afastava
Por cima das profundas águas do mar
Parecendo ir ao acaso
Sem norte em chão raso.
Com as minhas mãos trémulas
Fui abrindo no meu imaginário
Esse mar imenso
Com paz, serenidade e calma
Para que o sonho pudesse navegar.

inda sinto as mãos molhadas
Das pequenas ondas coloridas
E das correntes entrelaçadas
Que iam levando para lá do horizonte
O sonho, para um lugar incerto.
Num corpo totalmente gelado
Abraçado por um mar salgado
Vai agora morrendo esse sonho
Nos corais de um mar deserto.
De olhos secos como as pedras
De boca cega de água doce
E de coração curvado de frio
Vai flutuando o meu sonho num mar de feras
Perdido e vazio...
Na proa de um navio!


  • Autor: Moisés Correia








Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!