A árvore

Essa mensagem já foi acessada por 602 pessoas.

Comente

Tu que passas
e ergues
para mim
os teus braços,
antes que me faças mal,
olha-me bem.

Eu sou
o calor do teu lar
nas noites frias de inverno.
Eu sou a sombra amiga
que tu encontras quando caminhas
sob o sol de verão.

E os meus frutos são a frescura apetitosa
que te sacia a sede nos caminhos.

Eu sou a trave amiga tua casa,
a tábua da tua mesa,
a cama em que descansas
e o lenho do teu barco.
Eu sou o cabo de tua enxada,
a porta de sua morada,
a madeira do teu berço
e do seu próprio caixão.

Eu sou o pão da bondade
e a flor da beleza.

Tu que passas, olhe-me bem...
Não me faças mal!









Comentários (0) Postar um Comentário

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro!